Bolsonaro faz de tudo para minar as orientações do Ministério da Saúde

(Do portal Metrópoles)

O presidente Jair Bolsonaro quebrou de vez, na manhã deste domingo (29), as regras de quarentena por causa do coronavírus Covid-19. Ele saiu às ruas do Distrito Federal:  foi a posto de gasolina, padaria e fez vídeo com feirantes d as cidades satélites de  Taguatinga e Ceilândia.

Bolsonaro visitou lojas abertas, uma vez que decreto do Governo do Distrito Federal (GDF) determina o funcionamento apenas de serviços essenciais. Ele seguiu para um posto de gasolina, onde tirou fotos com frentistas e conversou com algumas pessoas que estavam por lá. Bolsonaro também visitou uma farmácia, uma padaria e um supermercado no Sudoeste (região de Brasília).

Ao público que o cercava nas feiras, o presidente voltou a defender o retorno à normalidade. “O que eu tenho conversado com o povo: eles querem trabalhar. O que tenho falado desde o começo. Tem que tomar cuidado, quem é maior de 65 [anos] fica em casa.”

O presidente voltou a defender o medicamento hidroxicloroquina, ainda em fase de testes quanto à eficácia no combate ao vírus “Aquele remédio lá tá dando certo em tudo quanto é lugar”, pontuou.

Bolsonaro publicou, em suas redes sociais, um vídeo no qual ele, acompanhado de seguranças, conversa com um ambulante, policiais e curiosos. Ele pede ao vendedor que, caso seja idoso, fique em casa.

“É difícil, mas a gente tem que trabalhar. A morte tá aí, mas seja o que Deus quiser, só não pode ficar é parado, com medo de morrer. Se você não morrer da doença, vai [morrer] de fome, um dos dois”, disse o vendedor de churrasco ao presidente.

Bolsonaro também foi ao Hospital das Forças Armadas (HFA), onde ficou por 20 minutos. O HFA está no meio de um embate com o GDF. Isso porque a Secretaria de Saúde quer saber o resultado dos exames de coronavírus de todos os integrantes da comitiva presidencial que esteve nos Estados Unidos.

2 thoughts on “Bolsonaro faz de tudo para minar as orientações do Ministério da Saúde

  • 29/03/2020, 18:13 em 18:13
    Permalink

    Como pode um presidente de um país colocar a vida de tantas pessoas em risco só para fazer uma provocação juvenil ao seu próprio ministro? Bolsonaro está tomado de completa loucura como seus seguidores. Essa insanidade que cometeu hoje foi especialmente para atingir Mandetta e o presidente da Cãmara, Rodrigo Maia, que pertencem ao mesmo partido. Como deputado federal, Bolsonaro nunca conseguiu sair do “baixo clero”. Como presidente, está fazendo parte do “baixo clero presidencial”.

    Resposta
  • 30/03/2020, 00:01 em 00:01
    Permalink

    Fosse meu pai, mandava internar.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: