Bolsonaro, o mito, recomenda “fazer cocô dia sim, dia não”

do Valor Econômico

O presidente Jair Bolsonaro recomendou “fazer cocô dia sim, dia não” para melhorar a vida de quem sofre com a poluição ambiental. Em tom de ironia, ele fez a afirmação quando questionado se é possível conciliar crescimento e preservação. E recomendou ao repórter que fez a pergunta que coma menos. “É só você deixar de comer menos um pouquinho”, “, respondeu. “Você fala para mim em poluição ambiental. É só você fazer cocô dia sim, dia não, que melhora bastante a nossa vida também.” (leia mais)

11 comentários em “Bolsonaro, o mito, recomenda “fazer cocô dia sim, dia não”

  • 09/08/2019, 16:43 em 16:43
    Permalink

    O imperador romano Calígula conhecido por suas atitudes extravagantes nomeou seu cavalo Incitatus como Consul. Um clássico da política. No Brasil, o povo foi para as ruas no maior estilo comunista piqueteiro para eleger esse nepota-esquerdo-pseudo-direitista, influenciado pelo punk de botique londrinense. O duro é que o repórter fez a pergunta em tom sério. Nem foi irônico
    E a resposta veio de acordo com o entrevistado. Idiota.

    Resposta
    • 11/08/2019, 11:58 em 11:58
      Permalink

      Em que o Tino se baseou para classificar o Bolsonaro como “nepota(sic)-esquerdo-pseudo-direitista”? Não adianta um ou outro direitista tentar tirar o ânus da reta. Bolsonaro tem o DNA da direita. Bolsonaro é o que melhor a direita conseguiu pra ocupar o governo brasileiro. Vai lá, Tino, acolhe o garoto que ele é teu!!!

      Resposta
  • 10/08/2019, 00:24 em 00:24
    Permalink

    Como dizia um antigo membro da família que já se foi …’perguntas idiotas , respostas cretinas …’

    Resposta
    • 12/08/2019, 12:21 em 12:21
      Permalink

      Deixa de ser invejoso. Monta um blog p vc e vaza daqui.

      Resposta
    • 13/08/2019, 00:41 em 00:41
      Permalink

      Apareceu um bolsominion para passar um paninho em seu presidente. A pergunta foi feita pelo jornalista Fabio Murakawa, do jornal Valor Econômico: “É possível crescer com preservação?”. E o “mito” respondeu de forma rasteira: “É lógico que sim”. E o jornalista tentou completar a pergunta: “Como? Se tem que alimentar e tá aumentando…”. Antes que o jornalista completasse sua pergunta, Bolsonaro veio com mais uma sandice, aliás, coisa comum em suas manifestações orais. Sr. Fernando, precisa melhorar seus argumentos para defender seu “mito”. Taoquei?

      Resposta
  • 10/08/2019, 11:37 em 11:37
    Permalink

    Agora só falta criar um imposto para taxar quem solta pum.

    Resposta
  • 12/08/2019, 11:34 em 11:34
    Permalink

    O que é beijo grego?

    Resposta
  • 14/08/2019, 12:50 em 12:50
    Permalink

    Este satanás com a boca fechada é um poeta. Também em outra ocasião pedir para ele estudar um pouco, principalmente política para posteriormente escrever no blog.

    Resposta
    • 14/08/2019, 15:07 em 15:07
      Permalink

      Com esse nome pomposo, o amigão aí deve ter feito o curso Political Science na Yale University. Agora só falta aprender a escrever em português! Mas vou seguir seu conselho e estudar um pouco mais de política. Afinal de contas, entender as entrevistas do presidente Bolsonaro, de quem o Augusto deve ser eleitor convicto, exige conhecimentos profundos da ciência política. Confissão do humilde Satanás, nome emprestado do cachorrinho da Dona Clotilde no Brasil. Quá! Quá! Quá!

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: