Cai mais um secretário e o prefeito Belinati já pode pedir música no Fantástico

Mais um secretário foi pro vinagre na administração do prefeito de Londrina Marcelo Belinati. O médico Luiz Soares Koury pediu demissão do cargo de Secretário da Saúde.

Outros dois, Camillo Kermer –  Secretaria de Meio Ambiente – e Aldo Morais – Secretaria de Cultura, foram anunciados mas desistiram antes de assumir.

Koury, que já havia sido diretor do Hospital da Zona Norte, em Londrina, não concordou com a determinação do Ministério Público de que teria que dar expediente exclusivamente na Secretaria de Saúde e não poderia trabalhar em sua clínica.

O fato é que todos os secretários de Londrina, sofrem com o baixo salário pago pela prefeitura – pouco mais de R$ 9 mil – em relação a responsabilidade do cargo. Sem poder contratar profissionais de destaque no mercado, o prefeito se sujeita a escalar em seu time pessoas que, ou são amigos e vão para colaborar, ou tem algum interesse político.

Perde a cidade

 

6 comentários em “Cai mais um secretário e o prefeito Belinati já pode pedir música no Fantástico

  • 09/02/2017, 14:16 em 14:16
    Permalink

    Esse cara não ia dar conta e quando viu o pepino pediu o chapéu.

    Resposta
  • 09/02/2017, 16:47 em 16:47
    Permalink

    o da cmtu vai pedir p sair qdo? matagal ta só q cresce na cidade, pelamordsantokireeff

    Resposta
  • 09/02/2017, 17:24 em 17:24
    Permalink

    Pareçe que houve baixa tbem no gabinete, de gente muito proxima ao prefeito, não aturou a pressão do cargo.

    Resposta
  • 09/02/2017, 17:26 em 17:26
    Permalink

    Gostaria de saber se este duble de politico, foi eleito para governar Londrina ou Brasilia, o cara não sai de lá……

    Resposta
  • 09/02/2017, 18:11 em 18:11
    Permalink

    O próximo a cair será o Bruno Ubiratan, sem a menor condição de orientar o alcaide que é um turrão

    Resposta
  • 11/02/2017, 09:29 em 09:29
    Permalink

    E o Secretário de Fazenda que nomeia a própria sobrinha em função de confiança? Pode isso, Paçoca? Não é o tal de nepotismo?

    Processo 19.009.005312/2017-12

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: