Campanha de Marcelo Belinati tentou barrar críticas de ativista pela internet. E perdeu

do Baixo Clero

A campanha de Marcelo Belinati (PP) tentou barrar na Justiça Eleitoral o ativismo digital da eleitora Neusa Silva, que também é assessora da vereadora Elza Correia (PMDB). E perdeu. O PMDB está inserido na campanha de Marcelo Belinati, indicou João Mendonça como candidato a vice-prefeito. Elza Correia não seguiu o partido e decidiu apoiar André Trindade (PPS) – desistiu até de tentar a reeleição. A assessora da peemedebista, que também tem a sua militância, também não embarcou no apoio ao candidato do PP.

Ela foi questionada na Justiça por três postagens. Em uma, compara os gastos em publicidade do deputado Marcelo Belinati com os da prefeitura. Segundo a postagem Belinati teria gastado R$ 107 mil em propaganda em 2015, enquanto a prefeitura não gastou nada na gestão do prefeito Alexandre Kireeff (PSD). O juiz Gustavo Peccinini Netto negou em seu despacho que estivesse configurada “propaganda negativa ilícita” à candidatura do PP. Ele escreveu no despacho: “em que pese não tenha fundamento algum, porque não se sabe a fonte necessária do pagamento da propaganda eleitoral do candidato ao cargo que atualmente exerce (nem de qualquer outro) e também porque não é crível que uma Prefeitura do porte da Cidade de Londrina não tenha despesas com propaganda (o que, inclusive, é rebatido prontamente em comentário à postagem com apresentação de relatório de gastos). De qualquer forma, há fato sabidamente inverídico, nem relevante atrelado ao candidato, de modo que não presente propaganda negativa eleitoral ilícita”. (Leia mais)

One thought on “Campanha de Marcelo Belinati tentou barrar críticas de ativista pela internet. E perdeu

  • 28/09/2016, 16:46 em 16:46
    Permalink

    Vereadora use a sua mão quando tiver que atingir alguém…..sempre com seus paus mandados.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: