Copel e a falha na governança. Virou dona de empreendimentos imobiliários

do Contraponto

Você sabia que a Copel investe em empreendimentos imobiliários em Osasco, São Paulo? Pois é: nem mesmo a alta cúpula da companhia de energia do Paraná sabia disso. Veio a descobrir quando precisou ajustar o balanço do ano passado incluindo nele R$ 100 milhões que, supostamente, sua subsidiária Uega (a termelétrica instalada em Araucária), dizia ter em caixa. Só então, para surpresa da diretoria da Copel, verificou-se que o dinheiro estava indisponível, porque a Uega havia investido R$ 160 milhões em um fundo multimercado e se tornado sócia em quase 20% de uma empresa privada que tocava um grande projeto imobiliário em Osasco, na Grande São Paulo.

Quem conta esta história é o jornal Valor Econômico, que informa que o investimento só pode ser resgatado no prazo de quatro anos. Este fato causou não só constrangimento interno, pois expôs uma falha de governança da maior e mais importante empresa controlada pelo governo estadual, como também a obrigou a atrasar em um mês a publicação do balança e a adiar a assembleia de acionistas. A Copel foi obrigada também a ter de se explicar perante o órgão regulador norte-americano do mercado de capitais, já que os papeis da companhia são negociados na Bolsa de Nova York. (leia mais)

2 comentários em “Copel e a falha na governança. Virou dona de empreendimentos imobiliários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: