Delator diz que Eike pagou propina a Cunha

O delator empresário, Alexandre Margotto, confirmou que o empresário Eike Batista pagou propina ao corretor, Lúcio Funaro e ao deputado cassado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ, para que o fundo de investimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço investisse R$ 750 milhões, em 2012, na empresa de LLX Açú Operações Portuárias S.A.

Deixe uma resposta