Depois da confusão na Câmara, o esclarecimento

Vamos tentar esclarecer um pouco o imbróglio ocorrido nesta tarde na Câmara de Londrina com o engenheiro Acyr Santiago que tentou conversar com os vereadores sobre verbas do Ministério da Educação.

Conforme informou um assessor do deputado federal Takayama, Santiago, tempos atrás, trabalhou no Ministério da Educação e hoje presta alguns serviços para o deputado na área de educação.

A confusão aconteceu porque Santiago foi apresentado aos vereadores de Londrina como sendo Engenheiro do MEC especializado em Educação. Questionado pelo vereador Rony Alves, disse Santiago que não era do MEC e trabalhava para Takayama.

Porém, nova confusão. Ele presta serviços para o deputado, mas não é nomeado no gabinete dele.

Segundo o assessor de Takayama que entrou em contato com o blog, houve um grande mal entendido, Conforme ele o egenheiro Santiago foi convidado a percorrer algumas cidades do Paraná para auxiliar prefeitos sobre os trâmites de verbas do MEC que podem ser usadas nos municípios.

“Em Londrina, por exemplo, há uma verba de R$ 25 milhões destinada à cidade desde a época do governo Barbosa Neto e que, por falta de sequência nos trâmites junto ao MEC e realização das obras, quase foram perdidas. Ele esteve na Câmara a convite do vereador Filipe Barros, mas acredito que, por desencontro de informações, houve toda a confusão”, disse o assessor.

Veja abaixo a destinação dos R$ 25 milhões que estão no MEC para Londrina.

5 thoughts on “Depois da confusão na Câmara, o esclarecimento

  • 31/08/2017, 18:45 em 18:45
    Permalink

    Não era melhor dar uma planilha para cada um dos vereadores e publicar aqui no Paçoca?
    Para que serve as idas de Marcelo Belinati, ex deputado federal, a Brasília.
    Vai saber o que faz a nobre autoridade na capital federal.

    Resposta
  • 31/08/2017, 21:32 em 21:32
    Permalink

    Se não fosse trágico, a gente poderia dar boas gargalhadas com o “trabalho” de nossos parlamentares. É 171 pra todo lado! Onde estão esses R$ 25 milhões pra Londrina desde o tempo do Barbosa Neto prefeito? Estão guardadinhos nos cofres do Palácio Jaburu? Que comédia! O rombo nas contas públicas, neste ano, vai atingir a bagatela de R$ 159 bilhões (por enquanto…) e deputado federal bota um zé-mané pra dizer que o dindim de Londrina tá guardadinho em Brasília. O que tem de deputado federal por aí distribuindo verba que recebeu pra livrar o Temer do STF é uma barbaridade. O problema é que a maioria dessas verbas têm a densidade de bolha de sabão.

    Resposta
  • 31/08/2017, 22:01 em 22:01
    Permalink

    Posso dar uma sugestão para o deputado amigo das feministas? Da próxima vez, traga o deputado que é fã número 1 do Temer, o deputado Takayama. Até eu quero ver o deputado analisar o filme a Festa da Salsicha (KKKKK) e a peça Pornô Gospel (KKKKK). O patrocínio pode ser do canal HBO, o canal amigo do deputado Takayama. (KKKKK)

    Resposta
  • 01/09/2017, 10:45 em 10:45
    Permalink

    Qual o nome do aspone do deputado de maringá. Bota na roda pra gente puxar a ficha corrida

    Resposta
  • 01/09/2017, 11:21 em 11:21
    Permalink

    então é assim? um vereador pode ir lá e pedir pra todos escutarem oq um ‘suposto’ engenheiro (??) do MEC (??) quer falar? deus do ceu, é de Londrina que estamos falando mesmo?

    Resposta

Deixe uma resposta para Campos Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: