Dilma desiste da CPMF. Nosso bolso agradece

E a presidente Dilma decidiu engavetar a ideia de recriar a CPMF. O governo pensava em criar a “contribuição/imposto” para aliviar o seu caixa, desaliviando o bolso dos demais brasileiros. A meta era cobrar 0,38% de cada transação financeira e arrecadar perto de R$ 70 bilhões.

A gritaria foi tão grande que o governo do PT desistiu de avançar ainda mais no bolso de todos nós.

2 comentários em “Dilma desiste da CPMF. Nosso bolso agradece

  • 29/08/2015, 22:04 em 22:04
    Permalink

    Com a maioria do congresso eleita com dinheiro de grandes empresas, a CPMF nunca passaria. No Paraná, o pobre paga no óleo de soja 18% de ICMS e quase 30% na continha de luz e o ricaço não pode pagar nem 0,38% em suas transações financeiras. E depois tem ricaço que paga caro pra advogado pra obter na justiça tratamentos milionários no SUS. Pelo amor de Deus, ô racinha mesquinha…

    Resposta
  • 31/08/2015, 09:49 em 09:49
    Permalink

    Nosso bolso está a agradecer?

    Imagine os bolsos dos banqueiros, traficantes, rapineiros, embusteiros e “empreendedores” em geral.

    Sem a identificação total do percurso da grana, eles podem trocar informações por delação premiada. Deduragem rasteira, capice?

    Isso oportuniza a seletividade e livra seus fedidos briocos.

    Proposta: baixar a carga, mas voltar a CPMF para variar um pouquinho e pegar a bandalheira.

    Uma vez que seja.

    Só para variar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: