Dilma na linha

Radar, Veja

Há algumas semanas, o telefone de Michel Temer tocou no Palácio do Jaburu. Avisado de que era a presidente na linha, o vice, que ainda era o articulador político do governo, pegou o aparelho e foi surpreendido por gritos ininteligíveis. Com sua calma característica, Temer desligou o telefone sem dizer palavra. Dilma voltou a ligar, bem mais calma. Temer explicou: “Desculpe, presidente. Alguém estava gritando muito aí do lado e quase não dava para ouvir o que a senhora dizia”.

Deixe uma resposta