Direito dos animais… sem direitos para alguns humanos

Foto de Artur Boligian – 18/06/2018 – Concha Acústica, centro de Londrina

Enquanto a Câmara Municipal de Londrina preocupa-se em criar a Comissão dos Direitos e Bem-Estar Animal, a vida segue dura e fria para quem não tem seus direitos respeitados.

9 comentários em “Direito dos animais… sem direitos para alguns humanos

  • 18/06/2018, 18:16 em 18:16
    Permalink

    O que os animais têm a ver com isso? Puta merda que legenda equivocada! Todos são seres vivos, sentem frio, fome, adoece etc Bicho não toma cachaça, nem fuma craque e não decepciona! São irracionais e indefesos, quanto ao ser humano? Muitos escolhem estar nessa “vida”.

    Resposta
    • 20/06/2018, 09:44 em 09:44
      Permalink

      Vai no Lar dos Velhinhos. Teve um furo de 94 mil reais no orçamento do ano passado.
      Faça alguma coisa dona Jeicy.

      Resposta
  • 18/06/2018, 18:44 em 18:44
    Permalink

    mostre para vereadora que adora animais e gosta de aumentar IPTU na cidade…..não esqueceremos nunca da senhora espere e verás

    Resposta
    • 19/06/2018, 20:36 em 20:36
      Permalink

      E boca, num toma jeito mesmo…..kkkk
      Mamou muito na Sercomtel, agora paga de mocinho….

      Resposta
  • 18/06/2018, 18:50 em 18:50
    Permalink

    Reflexo da qualidade dos vereadores eleitos pelo povo. Não se pode esperar nada desta câmara além disto.

    Resposta
  • 18/06/2018, 19:03 em 19:03
    Permalink

    E aí vai o Brasil se preocupa demais com cachorro e gato.
    Mas homem, mulher e criança na rua sem ter onde dormir pode?

    https://www.youtube.com/watch?v=_2DFHuyEjPU
    Troque Seu Cachorro Por Uma Criança Pobre

    Rock da Cachorra
    Eduardo Dusek

    Troque seu cachorro
    Por uma criança pobre
    Sem parente, sem carinho
    Sem rango, sem cobre
    Deixe na história de sua vida
    Uma notícia nobre…

    Troque seu cachorro
    (Uauuu!)
    Troque seu cachorro

    Resposta
  • 19/06/2018, 00:02 em 00:02
    Permalink

    Eles realmente sabem priorizar. Londrina merece.

    Resposta
  • 19/06/2018, 14:30 em 14:30
    Permalink

    Eu sempre fico com um pé atrás quando falam de moradores de rua. Ninguém é filho de chocadeira, e em uma breve passagem pela Assistência Social, aprendi que muitos deles têm famílias vivendo relativamente perto, mas não conseguem se ajustar porque não suportam que outras pessoas lhe imponham limites e lhes digam o que fazer. Entre viver em um lar onde ele não pode ser e fazer o que quiser, como quiser e quando quiser, e viver na rua de mendicância ou olhando carros e gastando o dinheiro com corotinhos de pinga e drogas, eles escolhem a rua.

    Já quanto a comparação com cães… não sou muito fã disso. São duas coias completamente diferentes, é outro nível de responsabilidade e outro tipo de reciprocidade. Esse bordão de “adote uma criança em vez de um cão” é muita lacração pro meu gosto.

    Resposta
    • 20/06/2018, 09:48 em 09:48
      Permalink

      O Lar Analia Franco paga um salário minimo e meio para uma mãe de casa lar.
      Quanto custa uma operação de canal lacrimal de pequinês em veterinário? Mais que uma cesariana paga pelo SUS aos obstetras.
      Você ajuda com quanto o Lar Analia Franco?
      Vai lá.

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: