DNIT assina contrato para transposição da linha férrea de Rolândia

A empresa Legnet Engenharia, de Pinhais, foi a escolhida para a execução da obra de transposição da linha férrea em Rolândia. A empresa terá  14 meses para concluí-la. O valor do contrato é de R$ 7.056.219,94.

O projeto nasceu ainda na administração Johnny Lemann, com o apoio do deputado federal Alex Canziani.

A primeira fase – salienta o parlamentar – será a desapropriação da área. Segundo o contrato, assinado em Brasília pelo DNIT no último dia 25 de janeiro, e informado pela Coordenação de Acompanhamento e Controle do órgão, a extensão da primeira parte é de 48 metros.

5 comentários em “DNIT assina contrato para transposição da linha férrea de Rolândia

  • 03/02/2016, 21:05 em 21:05
    Permalink

    Na inauguração, o prefeito tucano (que será reeleito sob a alegação que precisa de mais um mandato para fazer alguma coisa) convida o governador e o deputado Canziani, que convida o Eduardo Cunha… Se o governo federal bobear, ninguém vai saber que, sem ele, a obra não sairia do papel ou do palanque…

    Resposta
  • 04/02/2016, 11:18 em 11:18
    Permalink

    Faltou o Alex Canziani informar que, o recurso para essa obra de transposição é resultado de uma emenda coletiva que teve também a participação dos Deputados Federais ANDRÉ VARGAS e Luiz Carlos Hauly.

    Resposta
  • 05/02/2016, 09:10 em 09:10
    Permalink

    A emenda deve mesmo ser coletiva e deve envolver o Aléx, o Hauly e o presidiário André Vargas, mas depois de algum tempo atuando na Câmara de Rolândia aprendi que assinar emendas, como o Hauly, o Aléx e o André fizeram, é fácil e são meras formalidades. O difícil é fazer o que o ex-prefeito Johnny e o deputado Aléx fizeram, que é gestionar politicamente a assinatura do contrato e a liberação dos recursos desta emenda lá no DNIT. Você acha, por exemplo, que o tucano Hauly iria conseguir entrar na porta do DNIT petista em Brasília só pra tomar um cafezinho? Nunca! Parabéns eterno prefeito Johnny e deputado federal Aléx Canziani pela conquista! Esperamos que agora a obra realmente saia do papel.

    Resposta
    • 05/02/2016, 22:41 em 22:41
      Permalink

      Meu amigo, melhor se informar. Fica feio defender o deputado tucano com ilações sem fundamento. Quem lhe disse que o Dnit é petista e não receberia o deputado Hauly? Se ele tiver disposição para trabalhar, ele pode ir tranquilamente ao Dnit. O diretor geral do Dnit é um funcionário de carreira, como a maioria de seus diretores. Outro diretor que está em cargo chave (diretor financeiro) nem é do PT, é do PR de Alagoas. Mais uma coisinha: o ex-deputado André tinha mais influência na máquina administrativa federal do que todos esses que você cita juntos. Se fosse pela posição política, o Hauly e o Alex não conseguiriam um centavo do governo federal já que são dois cunhistas. Sorte deles que a presidente Dilma é republicana.

      Resposta
  • 12/02/2016, 12:45 em 12:45
    Permalink

    Muito bom Beto. Sem vocea jamais teioamrs estes momentos registrados. Espero que a ABES tenha como armazenar este acervo para no futuro relembramos o nosso passado. As coisas boas que estamos fazendo Uma abrae7o, Vitorio.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: