Do mar ao ar, a cada dia um rolo maior

Do Carlos Brickmann

Não é só a delação de Marcelo Odebrecht que liga sua empreiteira a Michel Temer. Toda a história começou no porto de Santos, onde a Odebrecht construiu um enorme terminal de contêineres, o Embraport, fora da área de portos. Embora não fosse permitido construir um porto fora da área de portos, a empresa o construiu exclusivamente com empréstimos oficiais, do BNDES e do BID, com juros de algo como 3% (sim, três por cento) ao ano (sim, ao ano!). Como empreiteira, ainda recebeu pela construção. 

Dias depois de inaugurado o porto, a presidente Dilma Rousseff assinou lei autorizando a construção e operação de portos fora das áreas de portos. Nesse período, informa o premiado repórter Cláudio Tognolli, do site internacional Yahoo!, Pedro Moreira Franco, filho de um dos políticos mais próximos de Temer, Moreira Franco, foi em cinco anos de trainee a diretor da Odebrecht. Moreira Franco, como secretário nacional da Aviação, indicado por Temer, comandou a licitação do Galeão – ganha pela Odebrecht.

 Veja as reportagens de Tognolli, com a história completa do mar ao céu, em https://goo.gl/VocD6Y ehttps://goo.gl/2pFZZp

Como é mesmo?

 Mas a festa continua. O Diário do Litoral, de Santos, descobriu um processo interessantíssimo da Embraport/Odebrecht: a empresa não quer pagar o IPTU à Prefeitura de Santos alegando que construiu seu porto em área rural e de proteção ambiental.

 Ué, e podia? Veja a reportagem inteira em http://goo.gl/bxbGxj

One thought on “Do mar ao ar, a cada dia um rolo maior

  • 10/08/2016, 09:31 em 09:31
    Permalink

    Mas quem está preocupado com os rolos do Temer? A Globo nem pensar. A Veja dá a notícia burocraticamente. A Folha também. A Band também. O Moro e o Janot olham de lado. Pra que se preocupar com o Michel e o Michelzinho Três Milhões? O Michel Cunha é o presidente dos coxinhas do Brasil. Então tá bem!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: