Ducci nega te recebido um quaisquais da empreiteira Odebrecht

O ex-prefeito de Curitiba, o deputado federal Luciano Ducci (PSB) nega que tenha recebido qualquer dinheiro da empreiteira Odebrecht.

“Na minha campanha à reeleição, em 2012, não recebi recursos da Odebrechet. Todas as doações de minha campanha estão com origem declarada na minha prestação de contas, seja pessoa física ou jurídica, aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Sobre os recursos recebidos do diretório do PSB, em 2012, não tínhamos controle sobre sua origem. Vale destacar que a Prefeitura de Curitiba não mantinha contratos com a Odebrechet”, disse ele em nota encaminhada ao blog.

2 comentários em “Ducci nega te recebido um quaisquais da empreiteira Odebrecht

  • 23/03/2016, 21:25 em 21:25
    Permalink

    E daí se o Ducci recebeu dinheiro da Odebrecht? Quase todo mundo recebeu. Candidatos de todos os grandes partidos. A prefeitura de Curitiba podia não ter negócios com a Odebrecht (mas tinha contratos com outras empreiteiras e o modus operandi nas eleições é sempre o mesmo) mas o PSB do Ducci tinha o candidato do avião sem dono, o Eduardo Campos, bastante prestigiado pela Odebrecht. O que é absurdo é o juiz Moro só punir o tesoureiro do PT. E os tesoureiros do outros partidos não teriam também o que falar? E uma devassa nas contas do PMDB, PSDB, PPS, PSB como a PF fez nas do PT não iria revelar que as doações eleitorais sempre usaram o mesmo rito? O pior é que os midiotas que ficam berrando que o PT é ladrão e quebrou o Brasil vão continuar repetindo essa cantilena imbecil.

    Resposta
  • 24/03/2016, 13:52 em 13:52
    Permalink

    O Ducci pode ficar sossegado. O juiz antipetista acabou decretar o sigilo da lista da Odebrecht. Aliás, na república do Moro, ninguém está interessado com a lista que traz os líderes do impeachment: o honesto Aécio Neves, o perfeito José Serra, o incorruptível Cunha (cadê a moral dos deputados federais de Londrina que apoiam o Cunha?), o impoluto “democrata” Rodrigo Maia, o amigo da educação e da merenda Geraldo Alckmin. O MP de Curitiba não quer nem ouvir falar no Marcelo Odebrecht já que o Marcelo está disposto a falar como funciona o financiamento eleitoral e não falar que deu dinheiro pra Dona Marisa comprar pedalinhos. Será que os sonegadores vão ter a cara de pau de continuar mandando os soldadinhos fascistas gritarem “Fora Dilma”? Dilma não está na lista. KKKKKKKKKK

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: