E a Câmara de Londrina na contra mão da necessidade

E já se passaram quase 90 dias após as chuvas de 11 de janeiro que causaram enormes transtornos e prejuízos pela cidade toda. Aqui descobriu-se que a Câmara Municipal de Londrina tem depositado em conta 13 milhões de reais para um novo prédio e que com certeza não o fará nesta legislatura que encerra-se no fim do ano – http://migre.me/tpv5e.

Os novos vereadores e os reeleitos terão que se engalfinhar em 2017 para escolher uma nova Mesa Diretora e daí passar a estabelecer suas metas. Entre elas: nenhum destes senhores e senhoras irá falar ao eleitor londrinense deste saldo bancário astronômico para os dias de hoje, parado na CEF para um futuro prédio e garagens que ninguém apoia em sua edificação.

E tanto é verdade que ela faz um pregão de quase 50 mil reais para um projeto de melhorias nas instalações elétricas do ATUAL prédio – http://migre.me/tpuSq.

Portanto irá sobrar os 13 milhões. Por que não devolvê-lo à Prefeitura para corrigir os prejuízos em ruas, escolas, postos de saúde, pontes e estradas rurais? Por que insistem nesta bobagem de prédio novo?

2 comentários em “E a Câmara de Londrina na contra mão da necessidade

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: