“É de um louco que e preciso”, disse Bolsonaro a Teich

do Antagonista

A Crusoé relata que o novo ministro da Saúde, Nelson Teich, foi surpreendido por uma pergunta um tanto informal de Jair Bolsonaro, em seu encontro no Palácio do Planalto:

“Tá com tesão?”

Ele respondeu:

“Tô”.

O presidente emendou, referindo-se à crise:

“Essa p. é grande. Olha o tamanho. Eu acho que você é um louco de aceitar, mas é de um louco mesmo que eu preciso agora”.

O Brasil já tem um louco, e não precisa de outro.

One thought on ““É de um louco que e preciso”, disse Bolsonaro a Teich

  • 17/04/2020, 10:33 em 10:33
    Permalink

    Dois loucos: um genocida e seu ministro da Morte. Só pode ser. Mas não são os únicos no país, têm vários seguidores por aí e por aqui. São aqueles que não se importam com quantos vão morrer mas, sim, como voltar a ganhar dinheiro já. E, se os pais desses malucos morrerem, no problem. Depois das lágrimas de crocodilo, as herança$.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: