E na Assembleia, prefeitos choram as pitangas e querem barrar a fusão de pequenos municípios

E ontem na Assembleia Legislativa do Paraná centenas de prefeitos reunidos com deputados para “debater” a proposta de fusão de municípios com menos de 5 mil habitantes.

Foi bonito de ver. Prefeitos defendendo com unhas e dentes para deixar tudo como está.

No Paraná cerca de 100 municípios seriam atingidos.

Houve uma época em que o então presidente da Assembleia, o finado Anibal Khouri, era campeão na emancipação de municípios. Porém, nunca se preocupou em como essas novas cidades iriam sobreviver, valia apenas a sua própria sobrevivência política. Não só a dele, óbvio, de outros deputados com pouca expressão também.

A verdade é que a maioria destes municípios, não tem recursos suficientes para se manter. Dependem quase que exclusivamente do Fundo de Participação dos Municípios. Como, por exemplo, Jardim Olinda, com expressivos 1330 moradores, consegue se manter? impossível. Mas a cidade tem 9 vereadores, prefeito, secretários, etc.

Sempre lembrando que não é barato manter uma administração municipal. São, no mínimo, 9 vereadores, assessores, diretores, prefeitos, secretários, etc.

Os prefeitos alegam que são a favor de uma reforma administrativa e enxugamento da máquina pública, desde que não mexam com eles, lógico.

Deputados de olho nos pequenos currais eleitorais fazem proselitismo sobre o assunto, defendem, etc, e garantem votos para se manter.

298 Santana do Itararé 4.994
299 Japira 4.992
300 Salto do Itararé 4.935
301 Floraí 4.929
302 Lupionópolis 4.920
303 Rosário do Ivaí 4.848
304 Lunardelli 4.794
305 Porto Amazonas 4.787
306 Fênix 4.786
307 Lindoeste 4.762
308 Lobato 4.679
309 Foz do Jordão 4.676
310 Marumbi 4.650
311 Flor da Serra do Sul 4.624
312 Quinta do Sol 4.573
313 Quarto Centenário 4.539
314 Serranópolis do Iguaçu 4.512
315 Cruzeiro do Sul 4.495
316 Itaguajé 4.469
317 Entre Rios do Oeste 4.466
318 Marquinho 4.457
319 Indianópolis 4.451
320 Ramilândia 4.405
321 Iguaraçu 4.404
322 Cruzeiro do Iguaçu 4.263
323 Planaltina do Paraná 4.252
324 Nova Santa Bárbara 4.249
325 Espigão Alto do Iguaçu 4.117
326 Boa Esperança 4.105
327 Kaloré 4.100
328 Rio Branco do Ivaí 4.096
329 Cafezal do Sul 4.065
330 Porto Vitória 4.044
331 Virmond 4.023
332 Nossa Senhora das Graças 4.015
333 Quatro Pontes 4.008
334 Leópolis 3.984
335 Munhoz de Melo 3.981
336 Santa Mônica 3.954
337 Campina do Simão 3.892
338 Campo Bonito 3.887
339 Atalaia 3.860
340 Conselheiro Mairinck 3.833
341 Santa Lúcia 3.813
342 Rancho Alegre 3.808
343 Guapirama 3.802
344 Prado Ferreira 3.753
345 São José das Palmeiras 3.654
346 Salgado Filho 3.580
347 Bom Jesus do Sul 3.541
348 Bela Vista da Caroba 3.511
349 Nova América da Colina 3.445
350 Diamante do Sul 3.439
351 Ourizona 3.428
352 Lidianópolis 3.334
353 Santa Amélia 3.324
354 Santa Cecília do Pavão 3.310
355 Mato Rico 3.292
356 Jundiaí do Sul 3.272
357 Corumbataí do Sul 3.264
358 Porto Barreiro 3.259
359 Bom Sucesso do Sul 3.237
360 Ivatuba 3.224
361 Rio Bom 3.219
362 Pitangueiras 3.203
363 Paranapoema 3.203
364 Farol 3.109
365 Arapuã 3.089
366 Inajá 3.068
367 Sulina 2.981
368 Godoy Moreira 2.950
369 Cruzmaltina 2.946
370 Itaúna do Sul 2.934
371 Ângulo 2.928
372 Cafeara 2.865
373 Novo Itacolomi 2.844
374 Anahy 2.801
375 Alto Paraíso 2.781
376 Barra do Jacaré 2.741
377 Pinhal de São Bento 2.731
378 Brasilândia do Sul 2.689
379 Rancho Alegre d’Oeste 2.655
380 Flórida 2.651
381 Santo Antônio do Caiuá 2.641
382 Manfrinópolis 2.605
383 Uniflor 2.571
384 Porto Rico 2.559
385 Boa Esperança do Iguaçu 2.503
386 São Pedro do Paraná 2.313
387 Iracema do Oeste 2.288
388 Iguatu 2.256
389 Guaporema 2.243
390 Mirador 2.213
391 Altamira do Paraná 2.160
392 São Manoel do Paraná 2.108
393 Ariranha do Ivaí 2.106
394 Santo Antônio do Paraíso 1.942
395 Miraselva 1.806
396 Esperança Nova 1.698
397 Santa Inês 1.596
398 Nova Aliança do Ivaí 1.543
399 Jardim Olinda 1.331

Um comentário em “E na Assembleia, prefeitos choram as pitangas e querem barrar a fusão de pequenos municípios

  • 14/02/2020, 10:33 em 10:33
    Permalink

    Tem de acabar mesmo…Seria uma limpeza….uma quantidade enorme de políticos desempregados….se a cidade não tem como se manter,,,tchau…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: