E no País da farra com o dinheiro público, é criada a Bolsa Madame

Pais rico é país sem pobreza, já dizia a presidente Dilma no seu primeiro mandato.

Pois bem. Na Câmara Federal a pobreza é algo que passa longe. Segundo o jornal o Globo, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anunciou ontem, um pacote de bondades para os 513 deputados com reajustes de verbas parlamentares e pagamento de passagens das mulheres e maridos dos parlamentares a partir de primeiro de abril.  O impacto anual extra nas contas da Câmara será de R$ 150,3 milhões. Segundo Cunha, para cobrir o aumento serão cortadas outras despesas do orçamento da Casa, zerando as contas. (leia mais)

 

Deixe uma resposta