Eleitora de Ibiporã terá que prestar serviços comunitários por danificar urna eletrônica

de O Londrinense

A pessoa que causar ou tentar causar danos físicos à urna eletrônica está sujeita às penalidades da lei. É o que está acontecendo com uma eleitora de Ibiporã, na Região Metropolitana de Londrina (PR), que nas últimas eleições presidenciais arrancou da tomada e atirou no chão um equipamento de votação. A urna, danificada, teve que ser substituída por outra de contingência e a eleitora foi presa em flagrante pelo policial que fazia a segurança no local. (leia mais)

One thought on “Eleitora de Ibiporã terá que prestar serviços comunitários por danificar urna eletrônica

  • 27/01/2020, 13:39 em 13:39
    Permalink

    A mensagem sobre ser politicamente correto e receber sanções do Estado está correto. É o que permite a normalidade e a ordem na sociedade. Por outro lado, mesmo sabendo que pode ser penalizado – ninguém é bobo sabe que pode dar problema – atirar no chão a irmã em sinal de protesto contra politícos é muito mais simbólico. Entra ladrão, sai ladrão e o povo fica pagando as regalias e presepadas da classe politíca. Essa notícia é a prova cabal do quanto a nossa politíca é corrupta e desprovida de qualquer esperanca de mudança. Em tempos de politicamente incorreto, isso não é nada. Pior é a roubalheira endêmica que não acaba nunca.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: