Em breve, novo diretor da Sercomtel

Em alguns dias deve ser divulgado o nome do novo diretor comercial da telefônica Sercomtel que ocupará o lugar do advogado Nilso Paulo. Há quem aposte que será um nome indicado pelo deputado Dilceu Sperafico, da região de Cascavel.

7 comentários em “Em breve, novo diretor da Sercomtel

  • 11/05/2018, 16:11 em 16:11
    Permalink

    Jucerlei Sotoriva

    Resposta
    • 11/05/2018, 19:14 em 19:14
      Permalink

      Lamentável, vergonhoso e reprovável o uso político da empresa para acomodar cabos eleitorais e políticos que sequer botaram os pés alguma vez na vida em Londrina. A seriedade com que a empresa era tocada até 2016 foi por terra. Isso é um tapa na cara dos funcionários que estão dando um duro danado, sem reposição salarial desde 2015, cortando na carne pra tirar a empresa do buraco. Esperamos que o sócio majoritário, a prefeitura, vete esta indicação indigesta. A Sercomtel precisa profissionalizar sua gestão, principalmente na área comercial, com profissionais de carreira que possuem no-hall e conhecimento em telecom, que não oneram com custos maiores para a empresa no momento da exoneração. Mas infelizmente parece que os sócios não querem ver a empresa voltar a crescer como nos anos 2013/14. Se vão fadar ao fracasso, que venha logo a caducidade para encerrar essa falta de respeito para com Londrina.

      Resposta
      • 13/05/2018, 14:46 em 14:46
        Permalink

        Esse aí é xinaidi, tudo de bom aconteceu na gestão do ex prefeito kireff. Para com isso pensa que nos londrinenses somos tontos?? Ou as indicações do ex-vice-prefeito foi técnica e de outros??

        Resposta
  • 11/05/2018, 20:19 em 20:19
    Permalink

    Forasteiro aqui não Cida. os funcionários tem que se posicionar contra essa pouca vergonha. Aqui não é casa da mãe Joana.

    Resposta
  • 25/05/2018, 11:50 em 11:50
    Permalink

    RESOLUÇÃO Nº 036/2018
    O DIRETOR PRESIDENTE E DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES DA SERCOMTEL S.A. – TELECOMUNICAÇÕES, sociedade de economia
    mista, em conformidade com a natureza de suas regulares atribuições legais e estatutárias;
    Considerando o dever de apuração que recai sobre o Administrador Público, nos termos previstos na legislação vigente;
    Considerando que o Código de Conduta Profissional da Sercomtel estabelece e recomenda determinados padrões de comportamento para todas
    as pessoas que exerçam qualquer cargo ou função em nome da Sercomtel.
    Considerando os fatos narrados na denúncia formulada sob nº 73961699, de 02 de maio de 2018;
    Considerando a C.I. GRC nº 010/2018, de 14 de maio de 2018;
    Considerando a necessidade de garantia aos princípios da ampla defesa e o direito ao contraditório;
    RESOLVE:
    1. Instaurar Processo Administrativo Disciplinar para apurar suposta conduta irregular praticada pela empregada Adélia Ayako Yamakawa Vendrame – Re 2189, que segundo os fatos narrados na denúncia formulada sob nº 73961699, teria agido com inobservância às recomendações e vedações previstas no Código de Conduta Profissional da Sercomtel S.A. Telecomunicações;
    2. Nomear os empregados PAULO HENRIQUE PINOTTI – RE-3334, ROBERTA CAROLINA FAEDA CRIVARI – RE-3174 e CELSO POZATTO RE1645, para sob a presidência deste último, compor a Comissão de Processo Administrativo Disciplinar, que gozará de todas as prerrogativas necessárias à apuração dos fatos, conforme estabelecido em norma própria (PN-0091-Disciplina Funcional);
    3. Determinar que cópia da denúncia e respectivos documentos sejam disponibilizados à Comissão;
    4. Determinar que a Comissão observe os procedimentos e as disposições contidas no PN-0091-Disciplina Funcional, para a realização dos
    trabalhos;
    5. Estabelecer o prazo de 90 (noventa) dias para a conclusão Processo Administrativo Disciplinar a partir do recebimento desta pela Comissão;
    6. Determinar que a Coordenadoria de Gestão de Riscos e Compliance, nos termos das atribuições que lhes são conferidas pela Lei 13303/2016 e no Estatuto Social da Sercomtel, verifique o cumprimento desta Resolução, mediante o acompanhamento dos trabalhos da Comissão, resguardando-se o sigilo e a necessária independência da mesma;
    7. O não cumprimento das disposições contidas nesta Resolução ensejará aos responsáveis em responder pela não observância das disposições contidas no Código de Conduta Profissional da Sercomtel;
    8. Esta Resolução entra em vigor na data da sua publicação.
    Londrina, 15 de maio de 2018. Hans Jürgen Müller – Diretor Presidente e de Relações com Investidores

    Resposta
  • 25/05/2018, 11:52 em 11:52
    Permalink

    RESOLUÇÃO Nº 038/2018
    O DIRETOR PRESIDENTE E DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES DA SERCOMTEL S.A. – TELECOMUNICAÇÕES, sociedade de economia
    mista, em conformidade com a natureza de suas regulares atribuições legais e estatutárias;
    Considerando o dever de apuração que recai sobre o Administrador Público, nos termos previstos na legislação vigente;
    Considerando que o Código de Conduta Profissional da Sercomtel estabelece e recomenda determinados padrões de comportamento para todas as pessoas que exerçam qualquer cargo, função ou atividade em nome da Sercomtel.
    Considerando o poder/dever de fiscalizar e disciplinar os empregados, nos termos previstos na legislação vigente;
    Considerando a C.I. DADM nº 008/2018, de 04 de maio de 2018;
    Considerando os fatos elencados na C.I. GRC nº 012/2018, de 16 de maio de 2018;
    Considerando também a C.I. DADM nº 010/2018, de 16 de maio de 2018;

    RESOLVE:
    1. Instaurar SINDICÂNCIA para apurar os fatos mencionados nas C.I. DADM nº 010/2018, de 16 de maio de 2018;

    2. Nomear os empregados ELISA MARA GOMES DE SOUZA – RE-1802, VERA ALICE MONTEIRO GALVÃO AZEVEDO – RE-2450 e JOÃO VICTOR LAGUSTERA RIGOLDI – RE-3826, para sob a presidência deste último, compor a Comissão de Sindicância, a qual gozará de todas as prerrogativas necessárias à apuração dos fatos, conforme procedimentos estabelecidos em norma própria (PN-0091 – Disciplina Funcional);
    3. Determinar que as cópias das C.I.’s DADM nº 008, GRC nº 012 e DADM nº 010/2018 e demais documentos sejam disponibilizados à Comissão;
    4. Determinar que ao final dos trabalhos a Comissão de Sindicância faça constar em seu relatório a proposição de medidas corretivas, se necessárias, e também de melhorias, visando assegurar as boas condições do ambiente de trabalho;
    5. Determinar que a Comissão observe os procedimentos e as disposições contidas no PN-0091-Disciplina Funcional, para a realização dos trabalhos;
    6. Estabelecer o prazo de 90 (noventa) dias para a conclusão da Sindicância a partir do recebimento desta pela Comissão;
    7. Determinar que a Coordenadoria de Gestão de Riscos e Compliance, nos termos das atribuições que lhes são conferidas pela Lei 13303/2016 e no Estatuto Social da Sercomtel, verifique o cumprimento desta Resolução, mediante o acompanhamento dos trabalhos da Comissão,
    resguardando-se o sigilo e a necessária independência da mesma;
    8. O não cumprimento das disposições contidas nesta Resolução ensejará aos responsáveis em responder pela não observância das disposições contidas no Código de Conduta Profissional da Sercomtel;
    9. Esta Resolução entra em vigor na data da sua publicação.
    Londrina, 15 de maio de 2018. Hans Jürgen Müller – Diretor Presidente e de Relações com Investidores

    Resposta
  • 06/06/2018, 11:36 em 11:36
    Permalink

    CONTRATO Nº 005/18; PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 005/18.
    Partes: Sercomtel Participações S.A. e WND Brasil Serviços de Tecnologia Ltda.
    Modalidade: Dispensa de Licitação, Art. 24, Inciso II, da Lei 8.666/93.
    Objeto: Constitui objeto deste Processo Administrativo, a elaboração de contrato de parceria (Channel Partner Agreement Light), entre a Sercomtel e a WND-Brasil, detentora de uma rede dedicada à Internet das Coisas, visando avançar em objetivos comuns por meios de atividades como:
    prova de conceito, aplicação em campo, qualificação de recursos humanos e soluções tecnológicas relacionadas à Internet das Coisas.
    Preço: O Channel Partner deverá pagar o preço e outras remunerações aplicáveis, de acordo com os termos e condições especificados no Anexo 2
    – Remuneração.
    Prazo/Vigência: Este Contrato passa a ser efetivo na data de sua assinatura e deverá permanecer em vigor por 1 (um) ano e será automaticamente renovado caso não haja comunicação contraria de qualquer das partes.
    Data e Assinaturas: Londrina, 30/03/2018; Roberto Yukio Nishimura e Thiago Carnelos Caetano (Sercomtel Participações S.A.), Francisco de Sales Gusmão Cavalcanti (WND Brasil Serviços de Tecnologia Ltda). Publique-se;

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: