Empresário de Cambé negocia delação premiada sobre o esquema de exploração sexual de menores em Londrina

Preparem os corações e as desculpas. O empresário de Cambé, Antonio Cripa, denunciado por fazer parte de um esquema de exploração sexual de menores em Londrina, não quer segurar o rojão sozinho e está negociando com a Promotoria Pública a delação premiada.

Cripa quer abrir a caixa de ferramenta e, conforme uma pessoa próxima a ele, tem muita coisa para contar para o Grupo Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado.

Pode inciar o famoso efeito dominó, derrubando muita gente na região.

Um comentário em “Empresário de Cambé negocia delação premiada sobre o esquema de exploração sexual de menores em Londrina

  • 20/11/2015, 15:16 em 15:16
    Permalink

    kkk
    Em Cambé já acabaram os estoques de papel higiênico e fralda geriátrica.
    kkkk

    Resposta
  • 20/11/2015, 16:58 em 16:58
    Permalink

    COMO SÃO AS COISAS, A IMPRENSA NÃO DIVULGA NADA SOBRE ESTES VAGABUNDOS. CADE OS NOMES DOS PEDOFILOS? ATÉ O CLAUDIO OSTI, O CARA MAIS BEM INFORMADO DE LONDRINA NÃO SABE. AGORA, COMO A FOLHA DE LONDRINA, JORNAL DE LONDRINA E O PRORPIO SITE BONDE NÃO FALA NADA, EITA IMPRENSINHA SUJA ESTA DE LONDRINA, E AS RADIOS ENTÃO, TODO MUNDO QUIETINHO SENÃO PERDEM PATROCINIOS. ATÉ UM PEDOFILO DESTE SAIR COM A FILHA DE UM DELES, AI QUERO VER.

    Resposta
  • 20/11/2015, 17:14 em 17:14
    Permalink

    Isso esta me lembrando do falecido CADEIA que na chamada do programa ameaçava contar mundos e fundos dos figurões até conseguir um pixuleco e ficar quietinho quietinho.

    Resposta
  • 20/11/2015, 17:27 em 17:27
    Permalink

    Roberto, primeiro: você nem conhece as pessoas para chama-las de vagabundos; segundo no caso desta notícia não se trata de pedofilia. Vai se informar antes de ficar escrevendo bobagem no jornal…Vai estudar um pouco .

    Resposta
    • 22/11/2015, 10:45 em 10:45
      Permalink

      Se explorar sexualmente menor não configurar pedófilia, aí pra tudo. Se toca deixa de defender quem comete atos dessa natureza, você está errado

      Resposta
  • 21/11/2015, 07:56 em 07:56
    Permalink

    Moro em Londrina, desde os tempos dos balaios de putas, as famosas charrete, puxavam as senhoras para baixo e para cima.Sempre existiu o tema prostituição em qualquer sociedade.So estranho neste caso todo não haver nem um coitado, um borracheiro, porteiro, entregador,vendedor de semaforo, nesta confusão toda, pareçe que so querem colocar no fogo o pessoal do PIB mais elevado, estoria estranha esta,tomar uma grana do Arlindim da vila nova ninguem quer….

    Resposta
  • 21/11/2015, 10:50 em 10:50
    Permalink

    To desconfiado que ele vai entregar pra aquela promotora um certo jogador de bola que mora na Europa e constantemente sua suposta namoradinha gatinha de menor ia “visita-lo” sob os aplausos da população Londrinense e Brasileira… Ai pode Arnaldo ???

    Resposta
  • 22/11/2015, 13:34 em 13:34
    Permalink

    Lembro que certa vez em Londrina nas imediações da via-expressa tinha um punhado de garotinha que fazia ponto por ali, era uma muvuca,chegava a fazer fila de carros pra negociar com a pichulas, tinha morador nervoso até tirando foto dos carros que paravam , até acidente ouvi relato. Agora a coisa mudou um pouco,elas estão em bares noturnos sob aplausos de seus pais enchendo a cara de vodka com roupas sensuais, não vi ninguém do MP agindo também nessas casas, parece tudo um grande teatro de mídea, mas se você sair na noite verá as beldades chapando o caneco pela cidade, mas nem se mete que se você tiver nome e $$ no banco vai dar 10 anos de cana.

    Resposta
  • 23/11/2015, 14:30 em 14:30
    Permalink

    Nos bares da cidade e fácil ver pessoas honestas sendo explorados por essas crianças inocentes, dão o maior prejuiso em bebidas pra uns e outros… Vão beber assim na lá….pq2%@#u.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: