One thought on “Então…

  • 04/02/2020, 21:03 em 21:03
    Permalink

    A PF do Moro alivia a barra do filho do Bolsonaro mas o TJ-RJ não vai na onda da PF e mantém a quebra do sigilo bancário do senador Flávio Bolsonaro. Por outro lado, a PF do Moro aperta o chefe da Secom Fábio Wajngarten e decide investigá-lo sob a suspeita de corrupção. Pelo jeito, Moro manda um recadinho para o chefe: Facilito quando quero, aperto quando quero.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: