Esquema de propina desviou mais de R$ 950 milhões

E o Grupo de Atuação Especial de Repreensão ao Crime Organizado (Gaeco) continua ativo na investigação da quinta-fase da Operação Publicano. A investigação é sobre um esquema de cobrança de propina na Receita Estadual do Paraná. O Estado teria deixado de receber mais de R$ 950 milhões de impostos, multas, juros e fraudes. Hoje serão ouvidos novos depoimentos de pessoas suspeitas de participarem do esquema e de pessoas que estão com a tornozeleira eletrônica. Amanhã será ouvido, o empresário conhecido como “Dinho do Porco”, o auditor fiscal Luiz Antônio de Souza e a irmã dele, Rosângela Semprebom e o empresário, Antonio Luiz da Cruz.

2 thoughts on “Esquema de propina desviou mais de R$ 950 milhões

  • 18/05/2016, 13:28 em 13:28
    Permalink

    Só o delator devolveu 20 milhões e ficou com uns 50,imaginem os mais de 900 auditores,isso já descontando o que foi para a campanmha do Beto Richa e para os bolsos de outros.

    Resposta
  • 18/05/2016, 20:33 em 20:33
    Permalink

    Segundo um missivista aqui do blog, sob o patrocínio do Belinati (PP), Londrina levou um tombo de R$ 1 bilhão no caso AMA/COMURB. O mesmo prejuízo se repete agora no esquema da Receita Estadual envolvendo gente do PSDB (inclusive o governador), fiscais e empresários sonegadores. Resumo da ópera: PP e PSDB, hoje vivendo em contínua lua de mel na política estadual e federal, contribuíram para que os cofres públicos fossem assaltados em R$ 2 bilhões. Uns gênios na arte!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: