Estatuto da Sociedade Rural proíbe diretores de assumirem cargos públicos

Dias atrás em entrevista a este blog, o presidente da Companhia Municipal de Transporte e Urbanização (CMTU), Moacir Sgarioni, que também é diretor financeiro da Sociedade Rural do Paraná, disse que não havia impedimento legal e nem nos estatudos das duas entidades que conflitasse com as duas funções.

Bem, um associado da Sociedade Rural manda o estatudo da entidade, aprovado em 27 de janeiro de 2014, que diz o contrário:

Artigo 55

XIV – O Diretor Presidente e Vice-Presidente da entidade, assim como os Diretores, deverão licenciar-se do cargo para concorrer a cargos públicos, e se chamados a assumir, deverão renunciar ao mandato ou cargo, na Sociedade Rural do Paraná, ficando vedado aos Diretores Presidente e Vice-Presidente, o acumulo de cargos executivos, alhures.

 

9 comentários em “Estatuto da Sociedade Rural proíbe diretores de assumirem cargos públicos

  • 16/01/2017, 14:32 em 14:32
    Permalink

    Seu Sgarioni, esta dada a senha para sua demissão, de qualquer carater.

    Resposta
  • 16/01/2017, 14:33 em 14:33
    Permalink

    Acho que vou reviver o passado, quando o serviço de som do Estádio do Café anunciava. ” Ametur informa sai Moacir entra Tavico.”

    Resposta
  • 16/01/2017, 15:08 em 15:08
    Permalink

    Truco. Agora precisa pedir demissão da CMTU. Afinal, disse que tinha certeza não ter problemas. Não tem como continuar.

    Resposta
  • 16/01/2017, 18:14 em 18:14
    Permalink

    Putz, mais serviço para o MP. deixe os caras curtir as férias.

    Resposta
  • 16/01/2017, 18:29 em 18:29
    Permalink

    Seu sgarioni contrata a mulher do paçoca que ele para de pegar no seu pé

    Resposta
  • 16/01/2017, 18:49 em 18:49
    Permalink

    Quem assinou o Estatuto da SRP – Moacir Sgarioni, presidente de então.
    Mordeu e assoprou.

    O artigo 38 do Estatuto lhe fere de morte – não pode assinar contratos sendo presidente da CMTU.

    Resposta
  • 17/01/2017, 09:28 em 09:28
    Permalink

    Como dizia Cid Moreira. E agora Moacir Sgarioni. Encontrei outro dia um ex Presidente da CMTU e ele comentou que o Moacir aceitou o convite por vaidade, mas que vai ficar pouco tempo. Não é o ramo dele.

    Resposta
  • 17/01/2017, 09:32 em 09:32
    Permalink

    O ilustre Procurador Jurídico da Prefeitura deve orientar o Prefeito nesses assuntos. Afinal um Administração só será bem sucedida, também, através da competência de seus auxiliares.

    Resposta
  • 17/01/2017, 10:19 em 10:19
    Permalink

    O Presidente da CODEL também deve ficar pouco tempo. Tem planos daqui 18 meses.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: