Ex-secretário ligado à CUT foi convidado por Paulo Bernardo para o Planejamento

Do blog do Tupan

O esquema descoberto pela Pixuleco II, 18º capítulo da Operação Lava Jato, deflagrado nesta quinta-feira (13) teria beneficiado o ex-secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, na gestão de Paulo Bernardo (Governo Lula), Duvanier Paiva Ferreira, morto em 2013. As informações são do Estadão.

A investigação gira em torno de propinas distribuídas por ordens do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto – preso em Curitiba – , a partir de fraudes com empréstimos consignados na Pasta, a partir do acesso de dados relativos a mais de 2 milhões de servidores públicos federais.

Paulo Bernardo foi titular do Ministério do Planejamento entre março de 2005 e janeiro de 2011 (governo Lula). Segundo a força-tarefa da Operação Lava Jato, a organização era comandada pelo operador de propinas Alexandre Romano , preso nesta quinta-feira (13), e ‘auferia remuneração decorrente desses serviços’. O esquema teria sido montado em 2010 e predominou até julho de 2015. (leia mais)

Deixe uma resposta