Foi até branda a punição ao Londrina

Se a punição ao Londrina Esporte Clube, determinada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva não mudar, a equipe deveria ir para Aparecida do Norte, fazer um agradecimento especial.

Pela confusão durante a partida contra o Brasil de Pelotas no Estádio do Café, pelo segundo jogo da semifinal da Série D, saiu muito barato.

O Londrina foi punido com a perda de quatro mandos de campo. Dois deles serão cumpridos em estádio com no mínimo 100 quilômetros de distância da cidade e os outros dois no próprio Estádio do Café, mas com portões fechados. O time ainda vai ter que pagar R$ 20 mil de multa. Vários jogadores que participaram da confusão também receberam suspensões.

O Pelotas também foi punido. Vários de seus jogadores receberam suspensões.

O prejuízo é enorme, principalmente de imagem.

O fato é que o Londrina evoluiu muito nos últimos anos em alguns aspectos. Dentro de campo, é inegável. Em quatro anos o time saiu da draga da segunda divisão, em 2013 foi o time com melhor pontuação no Campeonato Paranaense, em 2014 foi Campeão Estadual e ainda classificou-se para a série C.

Fora de campo é que são elas.

Alguns profissionais que atuam no time ainda não entenderam que o futebol precisa ser administrado empresarialmente. E isso significa tratar bem seus clientes (torcedores), fornecedores, divulgadores (imprensa de modo geral), e parceiros de negócios (os adversários nas competições).

É inadmissível que seguranças que deveriam proteger, estejam lá para atrapalhar; é absurdo que gerentes e mordomos se portem como lutadores de MMA.

Por tudo isso, a punição foi branda.

Um comentário em “Foi até branda a punição ao Londrina

  • 15/11/2014, 12:29 em 12:29
    Permalink

    Parabéns aos diretores eleitos do LEC: nenhum condenado!
    Arrumamos uma falsa rixa com Pelotas, cuja Vice-prefeita (Linda!!!!) é torcedora do xavante Brasil, à toa.
    Mas:
    E o Presidente do Londrina Fernando Prochet?
    Que diz sobre isso?
    E o ex-presidente do LEC Claudinho, da Clautur?
    E a verdadeira diretoria eleita do LEC?
    Está se preparando para assumir a gestão quando acabar o acordo com o tal ’empresário’ Sérgio Malucelli, de Curitiba?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: