Funcionários da COHAB receberam promoção irregular

Olha só o que o apadrinhamento irresponsável provoca.

Dos cinquenta e seis funcionários da Companhia de Habitação de Londrina (COHAB), 34 foram promovidos ilicitamente.  As promoções foram feitas há mais de 20 anos. O fato surgiu a partir da investigação do Ministério Público, que mostrou irregularidades em ascensões para cargos diferentes dos funcionários que prestaram concurso. Assim, os funcionários deverão retornar ao cargo inicial.

O órgão pretende definir a situação dos salários em um mês. As irregularidades aconteceram na gestão do ex-prefeito Antônio Casemiro Belinati (1991/ 1997) e na gestão do ex-prefeito Luiz Eduardo Cheida (1996).

2 comentários em “Funcionários da COHAB receberam promoção irregular

  • 25/01/2016, 20:06 em 20:06
    Permalink

    Não existe nada mais terrível que o justiceiro. Que julga sem conceder o amplo direito de defesa. E os que divulgam meros pareceres sem trânsito julgado. A hora que chega os danos morais choram.

    Resposta
  • 26/01/2016, 00:05 em 00:05
    Permalink

    Sindicato pede transparência

    Para o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e Mobiliário de Londrina (Sintracom) – que representa os servidores da Cohab -, faltou transparência no processo realizado pela diretoria da companhia. “Causa estranheza não haver nenhum direito de defesa ou comunicação aos funcionários e ao sindicato. Tivemos conhecimento do pedido feito pelo Ministério Público do Trabalho que originou a comissão interna. À época, solicitamos espaço para ter pelo menos um trabalhador integrando o grupo, o que não aconteceu. Queríamos evitar que houvesse um ‘julgamento sumário’ dos servidores. Sequer o resultado do levantamento foi repassado ao sindicato e às pessoas envolvidas”, afirma o presidente da entidade, Denílson Pestana da Costa.

    Costa garante que será protocolado, ainda nesta segunda-feira (25), um pedido para que o sindicato tenha acesso ao processo para poder tomar as medidas que considerar cabíveis. “Foi criado, há mais de 20 anos, um plano de cargos, carreiras e salários justamente para evitar promoções que não levassem em conta a carreira dos servidores e sua competência”, argumenta. O sindicato também quer um prazo para se manifestar sobre as irregularidades apontadas pela direção da Cohab.

    (matéria atualizada às 16h25)

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: