Ganhei de presente e estou gostando: Lore

Dias atrás ganhei de presente da autora londrinense Maria Ligia Galvão o livro, Lore, que trata sobre a negritude, tema sempre atual e cada vez mais necessário.

Estou começando a ler e já nas primeiras páginas boas surpresas.

Segundo a autora, que também é advogada criminalista, filósofa e professora universitária, a intenção foi mostrar a sociedade de 50 anos atrás, trazendo à tona o preconceito e a discriminação, que eram ainda mais fortes do que atualmente.

Para a escritora, as experiências vividas durante a infância e a juventude compõem o imaginário e dão espaço para a criatividade e a elaboração da personagem principal. “Tenho 80 anos de idade e, antes, o preconceito era ainda maior do que hoje. Isso é muito difícil de mudar, porque é cultural e, no Brasil, temos um histórico muito forte também. Tudo isso gera um sofrimento horrível, uma segregação da sociedade, que senti quando era criança e jovem. As pessoas nem chegavam perto de alguém só por causa do cabelo crespo. Era um horror”, lembrou em entrevista à jornalista Ana Paula Hedler, do N.Com, da prefeitura de Londrina.

O livro pode ser adquirido através da editoracrv.com.br.

 

Deixe uma resposta