Homossexuais não podem doar sangue. A lei precisa ser mudada

E durante o Junho Vermelho, dedicado à conscientização sobre a doação regular de sangue, seria interessante voltar a discussão sobre quem pode ou não doar. Na lei brasileira há impedimento para grupos considerados de risco, entre eles hemofílicos e homossexuais.

No vídeo abaixo o médico Dráuzio Varella explica que é uma lei arcaica e precisa ser mudada.

Quando a AIDS apareceu, nos anos 80, informa o médico, a maioria dos infectados era de homossexuais, em seguida passou a ser os usuários de drogas injetáveis e logo em seguida a AIDS passou a ser uma doença heterossexual.

Pergunta o médico Dráuzio: Um homem homossexual, que tenha um parceiro ou até mais não infectados, tem risco zero de contaminação. Um heterossexual que tenha um ou diversos parceiros, entre eles algum portador da AIDS, tem um risco maior de contaminação. Hoje em dia um exame de AIDS demora menos do que quinze minutos. O médico defende que a lei seja mudada e diz que a questão não é ser ou não ser de grupo de risco, e sim ter um comportamento de risco e isso vale para qualquer pessoa, independentemente de sua tendência sexual.

O caso precisa ser tratado com seriedade. No Brasil, segundo a Organização Mundial de Saúde , pelo menos 18 milhões de litros de sangue deixam de ser doados por causa desta lei antiquada e equivocada.

Um comentário em “Homossexuais não podem doar sangue. A lei precisa ser mudada

  • 06/06/2018, 21:19 em 21:19
    Permalink

    No lo puedo crer

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: