Hospital Evangélico fecha Pronto Socorro por 72 horas

O Hospital Evangélico de Londrina comunica que suspendeu os atendimentos de seu pronto-socorro por 72 horas. Tal medida preventiva se fez necessária para a segurança dos pacientes e colaboradores da instituição.

O motivo foi a confirmação do diagnóstico de Covid-19 por um paciente do pronto-socorro.

O paciente de 84 anos veio transferido pela central de leitos no dia 21/05 de Santo Antônio da Platina, dando entrada no HE às 23h30, com exame inicial negativo para Covid e diagnóstico de pneumonia em tratamento, sepse e embolia pulmonar.

Na noite de ontem (25/05), foi comunicado pelo hospital de origem que o paciente positivou o exame para Covid-19. Neste momento, foi determinado o fechamento imediato do pronto-socorro para segurança dos pacientes.

Todas as medidas preventivas estão sendo tomadas para garantia da segurança dos pacientes e colaboradores da instituição.

2 thoughts on “Hospital Evangélico fecha Pronto Socorro por 72 horas

  • 26/05/2020, 12:01 em 12:01
    Permalink

    Se cada vez que aparecer um paciente com covid o Hospital Evangélico trancar o atendimento por 72 horas, o PS do Evangélico não vai abrir mais até dezembro!!!

    Resposta
  • 26/05/2020, 14:05 em 14:05
    Permalink

    Não dá para entender. No caso da Santa Casa, a contaminação se deu por causa de um paciente que veio de outra cidade, agora, no Evangélico, de novo um paciente que veio de outra cidade. Que adianta a prefeitura de Londrina preparar os hospitais da cidade, investir dinheiro do municipio e se estruturar, se os prefeitos de outras cidades, que não fazem nada em relação ao sistema de saúde de seus municipios ficam mandando os doentes para cá? Li em uma reportagem que tem cidade aqui perto de Londrina que não tem sequer UM leito de UTI. E não estou falando só em relação a covid19 não, esse caso da Santa Casa, se não me engano, o paciente veio para Londrina por causa de uma fratura. Mas nem uma fratura essas cidades não conseguem tratar? E que fique claro que não estou criticando os pacientes de outras cidades e suas familias, pois eles tem o direito e o dever de buscar o melhor tratamento para suas enfermidades. E sim os prefeitos dessas cidades que tem que investir no sistema de saúde também.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: