Ilha de Jersey devolve 34 mi para prefeitura de São Paulo, dinheiro desviado por Maluf, o amigo de todos os governos

do G1

A Prefeitura de São Paulo recebeu na quarta-feira (5) R$ 34 milhões referentes a recursos financeiros que teriam sido desviados pelo ex-prefeito Paulo Maluf.

Os recursos foram devolvidos pelas autoridades judiciárias da ilha de Jersey, do Reino Unido, em um acordo de cooperação com o Ministério Público de São Paulo. Os desvios ocorreram entre 1993 e 1998 e chegariam até US$ 1,7 bilhão, segundo o promotor paulista Sílvio Marques.

A devolução de recursos que Maluf possui em Jersey foi determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2014, quando ele também foi condenado por lavagem de dinheiro. Na ocasião também foi determinada a repatriação de valores bloqueados em contas na Suíça, em Luxemburgo, e na França. Em 2017, o STF condenou o ex-prefeito a 7 anos de prisão por desvios.

Segundo o promotor Silvio Marques, que atuou na ação na primeira instância, quando a investigação começou em São Paulo, em 2007, o dinheiro estava em uma conta offshore.

“O ex-prefeito Paulo Maluf e outras pessoas desviaram mais de US$ 300 milhões dos cofres públicos municipais entre 1993 e 1998. Foram propostas ações no Brasil pelo Ministério Público para a recuperação desse valor e multa de três vezes o valor desviado. Então, o total que nos estamos pedindo à Justiça chega a US$ 1,7 bilhão que deverão ser devolvidos”, afirmou o promotor.

Parte de recursos bloqueados encontrados no exterior teriam como origem desvios na construção da Avenida Água Espraiada (atual Jornalista Roberto Marinho), realizada na época em que Maluf era prefeito da capital paulista.

Deixe uma resposta