Integrante da Comissão para verificar condomínios irregulares, mora num condomínio irregular

Para quem não sabe Fabiano Nakanishi é o  coordenador da Comissão da PGV, da Comissão de regularização dos condomínios, servidor de confiança do do ex-secretário da Fazenda Edson de Souza.

Nos últimos anos, praticamente integrou comissões – presidiu algumas para averiguar problemas ocorridos na Fazenda – cancelamento dos IPTUs, planta de valores com erros, entre outros menores. E o próprio mora em condomínio que também não está regular com a prefeitura.

Por isso o MP resolveu suspender o TAC.

7 comentários em “Integrante da Comissão para verificar condomínios irregulares, mora num condomínio irregular

  • 26/02/2018, 12:35 em 12:35
    Permalink

    Demorou.
    Demorou.
    O Ministério Público de Londrina é de uma sagacidade atroz.
    E quando perde na Justiça de Londrina por prazos

    Resposta
  • 26/02/2018, 12:53 em 12:53
    Permalink

    Esse rascunho de prefeito a cada passo que dá se atola mais.

    Resposta
  • 26/02/2018, 15:40 em 15:40
    Permalink

    Tudo isso é culpa desse funcionalismo público, caro e ineficiente. Prefeitura de Londrina de mal a pior…

    Resposta
  • 26/02/2018, 17:18 em 17:18
    Permalink

    Pare o mundo que eu quero descer.kkkkk

    Resposta
  • 26/02/2018, 20:35 em 20:35
    Permalink

    Continuo apostando que o IPTU “mamão com açúcar” do prefeito é apenas um no meio de centenas de outros londrinenses privilegiadíssimos. E isso não acontece apenas em Londrina. Ocorre praticamente no Brasil inteiro. Como os demais impostos, o IPTU é mais imposto pago principalmente pelos pobres. Quem não soube da notícia do prefeito paulistano que devia R$ 45 mil de IPTU atrasado? Foi preciso o Dória se eleger prefeito e o escândalo sair nos jornais para ele pagar o que qualquer paulistano do Capão Redondo ou Itaim Paulista paga religiosamente. Querem um IPTU mais justo em Londrina? Não adianta. Só com uma auditoria independente vigiada por outra auditoria independente…

    Resposta
  • 26/02/2018, 20:43 em 20:43
    Permalink

    servidor de confiança não apenas do ex-secretário, mas também próximo – MUITO PRÓXIMO – do vereador afastado Mario Takahashi. E cria, dentro da PML, do sr. Ossamu Kaminagakura, com quem trabalhou durante aproximadamente 10 anos na Secretaria de Obras.
    Fica a dica, Ministério Público. Puxa o fio e descobrirás que é um pavio.

    Resposta
  • 26/02/2018, 21:00 em 21:00
    Permalink

    Se o Secretário de Fazenda for prudente, ele tira do cargo esse servidor como diretor e destitui da comissão de para verificar condominios irregulares.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: