Jogaço. 5 a 0. Espetáculo. E ainda Galvão Bueno fazendo merchan. My God

do VEC/ Cláudio Osti

Não torço para o Flamengo. Não torço para o Grêmio. Por isso, sentar no sofá e esticar as pernas para ver a semifinal da Libertadores foi um grande prazer, sem a tensão natural dos torcedores.

Jogaço. Foi daquelas partidas em que você fica anos e anos lembrando. Dois times muito ofensivos, com propostas de jogo de dar nó na cabeça de treinadores como Felipão, Carile e Cláudio Tencati, só para citar alguns dos “professores” conhecidos do nosso futebol. Jorge Jesus e Renato Gaúcho estão de parabéns pelo bem que estão fazendo para o futebol brasileiro. (leia mais)

Deixe uma resposta