Justiça bloqueia bens do ex-prefeito de Londrina, Nedson Micheleti

Do G1

A Justiça determinou o bloqueio de bens do ex-prefeito de Londrina, Nedson Micheleti e outros integrantes da administração municipal na gestão 2005-2008. O pedido foi feito pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) que propôs uma ação civil pública após encontrar irregularidades em uma licitação para compra de veículos.

De acordo a ação, em 2007 a administração da época abriu concorrência para aquisição de veículos e motocicletas para uso da Polícia Militar, mas não houve interessados. Depois de outras tentativas, a prefeitura decidiu então fazer a compra sem licitação, o que para a promotoria não teve amparo legal além de ter representado um custo superior ao estipulado anteriormente.

Motos que custariam no máximo R$ 14 mil saíram quase R$ 3.700 mais caras. Isto representou uma despesa extra de mais de R$126 mil para os cofres públicos.

Foram denunciados quatro servidores que participaram da compra, além do então prefeito Nedson Micheleti e da secretaria de Gestão da época.

O juiz entendeu que a compra não respeitou princípios como da legalidade e moralidade, e mandou bloquear parte dos bens dos servidores.

Os dois réus tiveram bloqueados mais de R$ 126 mil do patrimônio. A promotoria pede ainda que, ao final do processo, os dois sejam condenados com multas e suspensão dos direitos políticos.

Os réus têm 15 dias para oferecer defesa. O ex-prefeito Nedson Micheleti informou que ainda não foi notificado da decisão, e por isso não comentou o caso.

4 comentários em “Justiça bloqueia bens do ex-prefeito de Londrina, Nedson Micheleti

  • 31/03/2017, 11:28 em 11:28
    Permalink

    O prefeito Nedson teria feito melhor se não tivesse comprado esses veículos, inclusive motos, para a Polícia Militar. Poderia ter distribuído esse dinheiro em bônus para o funcionalismo para agradar o Urbaneja…

    Resposta
  • 31/03/2017, 15:45 em 15:45
    Permalink

    Merdson.
    Merdson.
    Quanto coisa você fez de errado.
    Pode ir para casa e andar de cabeça baixa como o faz ao lado do Bosque, que nem ao menos limpou em seus 8 anos de prefeito.
    Volta para a Caixa Econômica Federal e bate o ponto.
    Que coisa feia.
    E a Justiça do Paraná é tão rápida como o Merdson o foi em suas decisões como prefeito.

    Resposta
  • 31/03/2017, 17:17 em 17:17
    Permalink

    lembra do monstro do lago nedson? meme lá dos anos 2000

    Resposta
  • 31/03/2017, 20:46 em 20:46
    Permalink

    confisca a mardita que ai sim vcs punem o cara.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: