Justiça determina prisão de Eduardo Azeredo

do Fábio Campana

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais, acaba de formar maioria rejeitando o último recurso cabível contra a condenação do ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo a 20 anos e um mês de prisão por participação no mensalão mineiro. Até o momento três dos cinco desembargadores responsáveis pelo julgamento apresentaram voto. Os magistradas determinaram ainda emissão imediata de mandado de prisão contra o tucano.

Segundo a sentença de Azeredo em primeira instância, o início do cumprimento da pena deve ocorrer esgotada a possibilidade de recursos na Justiça do Estado. O ex-governador completa 70 anos em setembro. Nessa idade está prevista a prescrição da pena, que leva em consideração datas como a da apresentação da denúncia. A condenação de Azeredo a 20 anos e um mês de cadeia é por peculato e lavagem de dinheiro.

7 comentários em “Justiça determina prisão de Eduardo Azeredo

  • 22/05/2018, 17:40 em 17:40
    Permalink

    O MP (Ministério Público) protocolou nesta segunda-feira (21) um pedido de reconsideração ao juiz da 3ª Vara de Fazenda Pública, Emil Tomas Gonçalves, que havia negado na semana passada a indisponibilidade de bens do ex-secretário municipal de obras da Prefeitura de Londrina e presidente do PPS local, Walmir Matos. O promotor do Gepatria (Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa), Renato de Lima Castro, entrou com uma ação de improbidade administrativa contra o ex-secretário, o irmão dele, Walfrides Matos, e contra o empresário Laércio Boguchevski Ribeiro, proprietário da Empelog Empresa de Engenharia e Logística.

    De acordo com o MP, a Empelog foi contratada pela antiga administração (gestão Alexandre Kireeff) sem licitação e por meio de um contrato emergencial para recuperar escolas municipais atingidas pelas fortes chuvas de janeiro de 2016. O contrato foi no valor de R$ 408.106,30. Segundo Castro, as investigações demostram que as ilegalidades antecedem a contratação da empresa, já que o empresário seria amigo do ex-secretário e há provas de que o irmão de Mattos, Walfrides, foi contrato formalmente com salário próximo de R$ 4 mil mensais na empresa após firmado contrato com o município.

    Ainda segundo a ação proposta pelo MP, a empresa foi constituída em novembro de 2015, poucos meses antes do contrato com a Prefeitura. A falta de experiência da Empelog no ramo e as proximidades das datas seriam indícios de direcionamento e suposto favorecimento no contratado. “Não há como conceber hipótese de que uma empresa, poucos meses após iniciar suas atividades, emitiria aleatoriamente documentos para apresentação em procedimento licitatório, sem que tivesse informações certas quanto à sua contratação”, disse Castro.

    Segundo o promotor, coube ao irmão do então secretário a tarefa de encaminhar ao município documentações necessárias para o contrato emergencial. Na ação de improbidade, o Gepetria anexou e-mail e documentos trocados entre Walfrido e o proprietário da Empelog. Em depoimento ao MP, o ex-secretário informou que havia participado de churrasco com o empresário, mas negou amizade com Ribeiro. “Eu nem sabia que ele era o proprietário”, disse em depoimento. Ao promotor, Matos confirmou ainda que seu irmão trabalhou para a Empelog, mas alegou que o fato ocorreu após a contratação da empresa pela prefeitura.

    Na última quarta-feira, o juiz havia negado a indisponibilidade de bens. Mas, o MP insistiu para que a Justiça reconsiderasse o pedido e anexou mais documentos que comprovariam a ilicitude. Além da indisponibilidade de bens na casa de R$ 400 mil, o Gepatria prevê multa civil de R$ 143.488,23 aos requeridos.

    Resposta
  • 22/05/2018, 17:42 em 17:42
    Permalink

    E agora Turini…o que o Partido limpinho fará com o Presidente local. Pelo menos afastar até provar inoc~^encia. Ou dois pesos e duas medidas???????

    Resposta
    • 22/05/2018, 22:21 em 22:21
      Permalink

      Talvez o PPS faça com seu presidente o que a Câmara está fazendo com certo vereador tucano abençoadíssimo por Deus já CONDENADO pela justiça: nadica de nada!!!

      Resposta
  • 22/05/2018, 17:43 em 17:43
    Permalink

    Turini é famoso em ficar no muro.

    Resposta
  • 22/05/2018, 20:30 em 20:30
    Permalink

    Vamos deixar o Eduardo Azeredo de lado. Se realmente for preso, a ala tucana do STF (que é bastante positiva e operante) vai se encarregar de botá-lo na rua em breve. Como o Paulo Preto… Estou curioso com outro fato. Na época da Dilma, o blogueiro anunciava greve de caminhoneiro até com duas semanas de antecedência. Como não li nada sobre a atual greve dos caminhoneiros no blog, estou acreditando que o noticiário sobre a atual greve que vejo por aí deve ser fake news. Quá! Quá! Quá!

    Resposta
  • 22/05/2018, 23:10 em 23:10
    Permalink

    Tem também um ex-governador que deve estar muito preocupado com esta decisão.

    Resposta
  • 23/05/2018, 07:10 em 07:10
    Permalink

    É aí glorioso dep Hauly, fala alguma coisa para seus eleitores. Não tem nada a declarar né?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: