A “mágica” do desaparecimento dos débitos na prefeitura de Londrina

E depois da descoberta de que pelo menos uma empresa – de materiais hospitalares – que iria participar de uma licitação na prefeitura de Londrina, e precisava ter a certidão negativa de débito, teve os IPTUs devedores cancelados de uma forma meio mágica. E depois da licitação os tais débitos reapareceram, o caldo entornou. Quando o sinal de alerta tocou, a licitação foi suspensa.

O caso foi descoberto e virou alvo de uma apuração mais detalhada que acabou sendo levada para a Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e Gaeco. Três pessoas foram ouvidas na última semana na promotoria.

Pois bem, agora vários funcionários antigos do setor, foram redistribuídos para outros departamentos, principalmente aqueles com capacidade de apontar onde pode ter ocorrido a “mágica”.

Mas fica sempre aquela pergunta né:

A “mágica” aconteceu só uma vez? Foram duas? Quantas?

 

3 comentários em “A “mágica” do desaparecimento dos débitos na prefeitura de Londrina

  • 27/10/2017, 18:27 em 18:27
    Permalink

    Este processo pode acabar derrubando um dos “homens fortes” do tal Edson Sousa na secretaria de fazenda e candidato a possível sucessor do mesmo.
    mas é o que dá, quando se escolhe uma equipe por questões políticas e pessoais e não técnicas…
    se procurar bem pode achar muita coisa e sobrar para muita gente.

    Resposta
  • 28/10/2017, 11:30 em 11:30
    Permalink

    A resposta só teria credibilidade se viesse após uma auditoria externa. Exatamente por isso que defendo que o IPTU de todos os imóveis da cidade não seja mantido em sigilo. Quem me garante que todos os imóveis terão o mesmo tratamento na hora de sua atualização na planta de valores? O mesmo cidadão que faz desaparecer e reaparecer débitos de IPTU? Diante da notícia do blog é bem razoável imaginar que alguns imóveis poderão ser subavaliados para serem premiados com um IPTU bem baratinho…

    Resposta
    • 29/10/2017, 18:27 em 18:27
      Permalink

      Amigo Dick, a auditoria é tão interna que todos os “auditores” são servidores dotados de cargo comissionado diretamente subordinado ao secretário de FAzenda e de Planejamento. Vide o teor da mesma, publicada na primeira página de http://www2.londrina.pr.gov.br/jornaloficial/images/stories/jornalOficial/jornal_3340_assinado.pdf:
      PORTARIA INTERNA Nº 007/2017/GAB/SMF
      O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FAZENDA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA, ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais,
      RESOLVE:
      1. Designar os servidores abaixo relacionados, para comporem a comissão especial destinada a subsidiar a apuração dos fatos contidos nos
      autos 00109/2017 – COGEM, no âmbito da Secretaria Municipal de Fazenda.
      – Glauco Carlos Silva – matrícula 15.305-2
      – Henrique de Castro Silva – matrícula 12.657-8
      – Fabiano Nakanishi – matrícula 11.520-7
      2. Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
      Londrina, 06 de setembro de 2017. Edson Antônio de Souza – Secretário Municipal de Fazenda

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: