Mesmo pendurado no TC, Pavinato deve integrar grupo de Belinati

João Pavinato

E em Cambé é dada como certa a nomeação do ex-prefeito João Pavinato (PSDB) para a Secretaria de Obras e Agricultura de Londrina.

É mais um a ingressar na CAPD – Casa Abrigo para Políticos Desempregados do prefeito Marcelo Belinati.

Advogado por formação, deve contribuir muito para a agricultura e obras em Londrina.

Pavinato tem uma pindura enorme no Tribunal de Contas. A administração dele foi condenada em 2015. O TC considerou irregular a transferência de dinheiro para uma OSCIP que administra serviços de saúde na cidade. Segundo o TC Pavinato terá que devolver R$ 19 milhões aos cofres públicos.

Ele deve recorrer da decisão.

Outros dois nomes muito citados nos últimos dias para compor o primeiro escalão de Belinati é o dos ex-vereadores Fábio Testa (iria para a Secretaria de Meio Ambiente) e José Roque, ainda a ser escalado.

 

13 comentários em “Mesmo pendurado no TC, Pavinato deve integrar grupo de Belinati

  • 31/12/2016, 15:00 em 15:00
    Permalink

    e então a equipe ética do prefeito ético está se configurando…

    Resposta
  • 31/12/2016, 15:58 em 15:58
    Permalink

    Caraca! (Ex) Prefeito de Ibiporã, (Ex) Prefeito de Cambé, (Ex) Vereadores. Ricardo Barros está certinho, acolhe os amigos na gestão Barros-belinatista, e como possuem currol eleitoral, a contrapartida será o recall dos votos em 2018. A justificativa do Belinati é padrão, conhecem a máquina pública e blá blá blá… Se (Ex) for requisito, eu queria ver (Ex) docente da UEL, (Ex) CEO de multinacional. E naum os derrotados, ou como diz nosso Amigo, Boca, os excomungados e demitidos pelo povo na gestão!

    Resposta
  • 31/12/2016, 17:55 em 17:55
    Permalink

    Nao sabia que o TCE condenava por improbidade!

    Resposta
  • 31/12/2016, 18:07 em 18:07
    Permalink

    Alex 6 indicados
    Hauly 3 indicados
    Assim o Marcelo repete o tio Antonio, faz campanha com os amigos e governa com os adversários.
    Síndrome de Estocolmo, a gente vê por aqui

    Resposta
    • 31/12/2016, 18:47 em 18:47
      Permalink

      Essa administração começa a ficar parecida com o início da administração do Barbosa Neto, com importação de ex-prefeito de Cambé, só que este vem com “no hall” de condenação no TCE proporcionado pelas falcatruas do Instituto Atlântico que era presidido pelo Bruno Valverde (preso entre outros do Instituto Gálatas pelo GAECO durante administração do Barbosa Neto).
      Será que o João Mendonça já está preparado para ser prefeito de Londrina?

      Resposta
  • 31/12/2016, 19:19 em 19:19
    Permalink

    O cara esta completamente perdido, ele não, nós cidadoes londrinense, pode internar o medico de vez, o que mais que falta, meu deus do ceu…..espero que seja só burrice, marcelo com esta turma só tenho a desejar um infeliz 2017-18….e o resto não se chega.

    Resposta
  • 31/12/2016, 19:23 em 19:23
    Permalink

    DEPOIS DESTA FELIZ 2017……..

    Resposta
  • 31/12/2016, 19:25 em 19:25
    Permalink

    Confesso que não sou muito fã da Elza Corrêia< ela estava certa quando se posicionou contra a coligação do PMDB com o PP do Marcelo Belinati, porque mesmo antes de começar o mandato o Marcelo já demonstra que não vai ter autonomia fica claro que quem vai mandar é o Alex Canziane e Hauly com suas indicações, João Pavinato indicado pelo Hauly na Secretária de oObras e Agricultura imagina os senhores o que Pavinato entende de Obras e Agricultura simplismente conseguiu sucatear a cidade de Cambé, Pavinato com problema gravíssimo no Tribunal de Contas tendo que devolver R$ 19 milhões aos cofres do município, tem um outro problema que vai explodir logo no começo do ano e empresa de segurança AVANTE que prestou serviço ao município com preços superfaturado Ex ela cobrava por ponto cada ponta custou para o município R$ 5 mil reais, ou seja cada ponto era um guarda que não recebia mais que R$1500.00 reais mais os encargo trabalhista que com certeza existe um sobra de mais de R$ 2 mil reais, vamos ver com quem ficou o troco, aí o bicho vai pega.

    Resposta
  • 01/01/2017, 01:41 em 01:41
    Permalink

    Bem vindo 2017
    Que Jesus tente iluminar a cabeça deste Belinati, pois o cara que tem a coragem de trazer para ca, o ex prefeito de ibipora, de cambé, a mulher de ourinhos, o que podemos esperar de uma criatura assim.
    Trazer um advogado para cuidar da obras e agricultura, vc não e um cara serio…..serio
    Infeliz 2017 para Londrina, que será governado pelo fruto da meritogracia.

    Resposta
  • 01/01/2017, 08:49 em 08:49
    Permalink

    Foram buscar o Stan Laurel da dupla gordo e magro para
    gerir Londrina, o cidadão e advogado e vai para Obras, que mais podemos aguardar, so falta o cara da comunicação ser do Barbosa…..

    Resposta
  • 01/01/2017, 10:26 em 10:26
    Permalink

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    EH, LONDRINA,. COMO OS PREFEITOS DAÍ ESCOLHEM MAL SEUS ASSESSORES. O kIREFF TINHA O DR. GILBERTO, O PIOR PREFEITO QUE CAMBÉ JÁ TEVE. AGORA O BELINATI LEVA O PAVINATO, O CO-PIOR PREFEITO DE CAMBÉ. eSSE ENVOLVIDO NUM MONTE DE PROCESSOS QUE ENVOLVEM MAIS DE 19 MILHÕES. CADÊ A EXIGÊNCIA DE FICHA LIMPA ?
    AO MENOS CAMBÉ FICA LIVRE DESSES INCOMPETENTES !

    Resposta
  • 01/01/2017, 11:39 em 11:39
    Permalink

    O PSDB tem o dom especial de perder eleição mas ocupar umas boquinhas (até umas boconas!) no governo que chega ao poder. Foi assim com o Temer. Está sendo assim em Londrina com o Marcelo. O PSDB perdeu as eleições para o Marcelo mas, aos poucos, vai ganhando uns bons cargos. O Marcelo está certo. Se ele não garantir o dindim de tucanos desempregados, já já vai aparecer tucano pedindo investigação de doação eleitoral, impeachment, novas eleições…

    Resposta
  • 02/01/2017, 09:29 em 09:29
    Permalink

    E o Secretário de Cultura, contra o qual pesa condenação a devolver ao Município mais de MEIO MILHÃO de reais por falta de prestação de contas em convênios que manteve com a Secretaria que agora vai dirigir???? É só ver o processo 0015447-43.2015.8.16.0014.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: