Mais vereadores de Curitiba podem estar envolvidos na “rachadinha”

do blog do Fernando Tupan
Três denunciantes da “rachadinha” no gabinete de Fabiane Rosa, suspensa das atividades partidárias por 30 dias, declararam ao Ministério Público do Paraná (MP-PR) que além de Fabiane Rosa e Kátia Dittrich (SD), a Kátia dos Animais de Rua, outros vereadores faziam o mesmo esquema nos gabinetes.

Em 2017, os vereadores Rogério Campos (PSD), Osias Moraes (Republicanos) e Thiago Ferro (PSC) foram denunciados, mas o processo deles não avançou como de Fabiane, hoje, no Presídio Feminino de Piraquara, e a condenada em primeira instância, Kátia.

Nas redes sociais, boatos começaram a pipocar nos grupos de “Whatsapp”, indicando que até 25 parlamentares dos 38 teriam adotado a prática ilícita, mas sem nenhuma prova apresentada que sustentasse a versão.

Mas a cabeça dos curitibanos está a mil sobre a prática, principalmente após a patetada no julgamento de Dittrich, onde na gestão do presidente Serginho do Posto (DEM), o jurídico errou nos prazos e ela conseguiu se livrar da cassação.

Deixe uma resposta