9 thoughts on “Mãos ao alto na Expo

  • 12/04/2016, 18:59 em 18:59
    Permalink

    Tem saida , va na sanepar stand e na fazendinha alem dos stand dos bancos

    Resposta
  • 12/04/2016, 21:46 em 21:46
    Permalink

    Vamos as contas para um casal: Entrada R$ 30,00 (R$15,00 cada) estacionamento não sei mas vamos chutar R$ 20,00, uma água para cada – R$ 12,00, só para entrar e tomar água já foram R$ 62,00 kkkkkkk

    Resposta
  • 13/04/2016, 09:26 em 09:26
    Permalink

    Esse é o mundo do prefeito atual Kireeff. Ele até já foi presidente lá. Saudades da época do Neme. Era mais barato e o povão tinha mais chance.

    Resposta
  • 13/04/2016, 09:44 em 09:44
    Permalink

    Esse valor é muito alto mesmo. Mas eu ‘tava’ pensando aqui. O cidadão tem que embutir todos os custos, como instalação do ponto, aluguel, diária de funcionário. Pode ser que se vender pelo preço de um bar de esquina o cidadão sai no prejuízo.

    Resposta
  • 13/04/2016, 11:12 em 11:12
    Permalink

    Os organizadores do evento estão certos. Quanto mais caro o passeio, mais refinada a patuleia. Há muito tempo que a exposição de Londrina deixou de ser programa popular. Quem quiser comer pão com mortadela que fique em casa. Eu, por exemplo, que fujo de música brega. kkkkk

    Resposta
  • 13/04/2016, 12:08 em 12:08
    Permalink

    Seo Paçoca. Àgua a R$ 6,00. É passado para nós a R$ 4,00 – 4,50. Não há como vender abaixo desse preço. E como o Rogério disse há os custos operacionais. Infelizmente pagamos pelo glamour de participar de uma das maiores feiras da América Latina.

    Resposta
    • 13/04/2016, 13:27 em 13:27
      Permalink

      Caramba, Cleber, se você está pagando R$ 4,00 – R$ 4,50, você precisa vender a R$ 9,00. Afinal, com tanto glamour, quem não pagaria R$ 9,00 por uma aguinha Perrier do Tibagi?!?

      Resposta
  • 13/04/2016, 12:57 em 12:57
    Permalink

    Apenas os comerciantes se f. Os organizares é que impõem esses valores para conseguir bons contratos com as distribuidoras. A pergunta que fica é se existe dinheiro público nesse evento? Se existe o MP precisa acompanhar . O que não podemos é aceitar esses valores impostos aos coitados que lá visitam.

    Resposta
  • 13/04/2016, 16:01 em 16:01
    Permalink

    Nos mercados só custam R$ 1,19 com o lucro do estabelecimento. Pq tanta diferença. Precisa chamar o PROCON. Mas, o órgão é chefiado pelo prefeito que já foi da Rural. Isso pode Arnaldo?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: