Momento “Agora Vai”: diárias só com autorização do Secretário da Fazenda

Uma das primeiras contribuições do novo Secretário de Governo de Marcelo Belinati foi este decreto, que só autoriza diárias e passagens aéreas e rodoviárias para todos os funcionários da prefeitura se houver o ‘de acordo’ do Secretário da Fazenda:

DECRETO Nº 900 DE 21 DE JUNHO DE 2018
SÚMULA: Altera Art. 2º do Decreto nº 207, de 03 de fevereiro de 2017, que estabelece medidas complementares de contenção de despesas na Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Municipal.
O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE LONDRINA, ESTADO DO PARANÁ, no exercício de suas atribuições legais, considerando o Processo SEI nº 19.005.004799/2017-48,
Art. 1º Fica alterado o Art. 2º do Decreto nº 207, de 03 de fevereiro de 2017, que estabelece medidas complementares de contenção de despesas na Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Municipal, que passa a ter a seguinte redação:
“(…) Art. 2º A liberação de passagens e diárias aos servidores e empregados municipais ficam condicionadas a autorização prévia do Secretário Municipal de Fazenda, por solicitação expressa e fundamentada do Secretário de cada pasta. (…)”
 Art. 2º Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Londrina, 21 de junho de 2018.
Marcelo Belinati Martins – Prefeito do Município, Juarez Paulo Tridapalli – Secretário de Governo, João Carlos Barbosa Perez – Secretário de Fazenda

2 comentários em “Momento “Agora Vai”: diárias só com autorização do Secretário da Fazenda

  • 28/06/2018, 17:55 em 17:55
    Permalink

    que adianta penalizar o funcionariuo e enfia um monte de cargos em comissão para todo lado…..vide comurb, cohab e etc.

    Resposta
  • 01/07/2018, 12:10 em 12:10
    Permalink

    O decreto 900/2018 só alterou o decreto anterior (2017) de mesmo mesmo tema: de acordo com o decreto anterior, prefeito e secretário da Fazendo deveriam autorizar a liberação de passagens e diárias, neste, apenas o secretário da Fazenda. O que ocorreu foi uma desburocratização no processo.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: