Moro tasca mais uma condena para ex-tesoureiro do PT

O juiz Sergio Moro, da Justiça Federal do Paraná, condenou nesta segunda-feira (14) um total de 13 pessoas por envolvimento em um esquema que movimentou R$ 20 milhões em propinas ligadas à licitação para a ampliação do Cenpes (Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello), da Petrobras, no Rio de Janeiro. As obras custaram mais de R$ 1 bilhão. Entre os alvos da sentença estão Paulo Ferreira, ex-tesoureiro do PT, Renato Duque, ex-diretor de serviços da Petrobras, Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora OAS, e o operador Adir Assad. Também foram condenados executivos das construtoras Construbase, Construcap e Schahin Engenharia. As defesas 

As defesas foram contatadas pela reportagem, que aguarda resposta dos advogados. Com João Vaccari Neto e Delúbio Soares, Ferreira é o terceiro secretário financeiro do partido na mira dos investigadores da Lava Jato. (leia mais)

2 comentários em “Moro tasca mais uma condena para ex-tesoureiro do PT

  • 14/05/2018, 20:55 em 20:55
    Permalink

    Matéria excelente.
    Por falar em impunidades e corrupção.
    Seria excelente começar pela Sercomtel.
    Certeza que tem muita sujeira por lá.
    Comissões de Vendas que somente vendedores deveriam receber, mas parece que estende-se para alguns escolhidos, podendo estar alcançando até gerentes e talvez ainda diretoria.
    Processo aberto através da Resolução 017/2016 que foi arquivado.
    Suspeita-se de chefia frequentando motel com veículo da empresa.

    Resposta
  • 14/05/2018, 20:58 em 20:58
    Permalink

    Coisa normal na Monarquia de Curitiba. O excepcional seria condenar tucano. Pro Moro, tucano não vem ao caso…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: