Movimento solidário pede suspensão de cobrança de tributos e taxas

Da Assessoria

O Movimento Solidário 2020, constituído pelo MPAC-PAL (Movimento Popular Contra a Corrupção: Por Amor a Londrina) e pelo MNDH/PR (Movimento Nacional de Direitos Humanos- Paraná), está protocolando um documento nas três esferas do Poder Executivo (Federal, Estadual e Municipal), em que solicita a prorrogação da data para entrega da declaração do imposto de renda; suspensão imediata da cobrança dos serviços de água e luz para valores até R$ 300,00 (trezentos reais) até dois meses após o retorno das atividades pelas autoridades sanitárias; a suspensão imediata de cobrança de ISS e IPTU e disponibilização de transporte gratuito para trabalhadores; a suspensão imediata de tributos das três esferas que incidam no preço de itens básicos à sobrevivência da população: arroz, feijão, leite, farinha de trigo, farinha de milho, farinha de mandioca, gás de cozinha; e a cobrança dos serviços e impostos mencionados por meio de parcelamento em 24 meses, tendo como início dois meses após o retorno das atividades pelas autoridades sanitárias. O documento ressalta que tributos e taxas consomem boa parte da renda da população.

A entrega do documento na prefeitura de Londrina será realizada nesta quarta-feira (20), às 14 horas.
O Movimento Solidário espera que a Constituição Federal de 1988 seja respeitada, possibilitando os direitos básicos a todos os cidadãos, indistintamente de sua condição social. Ele relembra que a Carta Magna do País garante que o direito público deve prevalecer sobre o direito privado em situações como essa.
O Movimento ressalta que o afastamento social necessário reflete na regularidade do pagamento de salários das pessoas que não estão no serviço público e que neste momento é preciso o mínimo para a dignidade humana, como saúde, alimentação e moradia.

Sobre o Movimento Solidário 2020
O grupo foi criado pela Sociedade Humanizada de Londrina quando surgiram as primeiras notícias sobre a Covid-19, ainda em 2019. Desde então o movimento tem arrecadado e distribuído alimentos e material de limpeza em ocupações e comunidades indígenas de Londrina.

2 thoughts on “Movimento solidário pede suspensão de cobrança de tributos e taxas

  • 19/05/2020, 14:43 em 14:43
    Permalink

    Já sei quem faz parte. O Ganchão, Mario Fragoso, Armandinho, e outros da trupe. Agora é só esperar o birrento rebater nas redes e está armado o teatrinho a dramaturgia barata com a vida de pessoas sérias. E saber nos bastidores esses caras são todos amiguinhos. Só por Deus msm.

    Resposta
  • 19/05/2020, 21:22 em 21:22
    Permalink

    Pelo menos o Arrivista, digo, o Artivista não está preocupado com o pagamento de tributos e taxas. Sorte dele porque muita gente está lascada com o pagamento deles. Então deixa o pessoal reivindicar já que isso não prejudica ninguém e até pode ajudar quem precisa.

    Resposta

Deixe uma resposta para Satanás Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: