Não confiam?

Do blog do Zé Beto, Do correspondente em Brasília

E o suplente Reinhold Stephanes saiu da Secretária de Administração e foi a Brasília apresentar suas emendas ao Orçamento da União em 2017. Ele não deixou nada para o outro suplente apresentar, no caso, o deputado federal Paulo Martins (PSDB) – nem para o outro que está preso (Osmar Bertoldi), ou ainda para o Professor Sérgio (PSD) de Foz do Iguaçu. Na página da Câmara dos Deputados,  Stephanes aparece até sem gabinete definido e telefone (REINHOLD STEPHANES Partido/UF: PSD/PR – Gabinete: – Anexo: ND – Fone: – Fax). Não se sabe como foi a negociação de partilha das emendas e municípios atendidos com o deputado licenciado Ricardo Barros, que nem apresentou as emendas ao Orçamento.

Veja as emendas de Stephanes – http://www.camara.leg.br/internet/comissao/index/mista/orca/orcamento/OR2017/emendas/despesa/P5563_AV_LOA_AUTOR2_1874.pdf#page=2

Ele fez isso  já que o prefeito eleito de Londrina, Marcelo Belinati (PP), fez duas emendas só e destinadas para Londrina na área de saúde, onde está seu parceiro Ricardo Barros como ministro, não dando margem para o futuro deputado que vai assumir: seja Bertoldi ou seja Stephanes, caso o primeiro continue preso em Curitiba.

Já o suplente Nelson Padovani (PSDB de Cascavel) não quis mostrar muita dificuldade ao secretário Valdir Rossoni e fez emendas genéricas para municípios do Paraná: http://www.camara.leg.br/internet/comissao/index/mista/orca/orcamento/OR2017/emendas/despesa/P5563_AV_LOA_AUTOR2_2845.pdf#page=1

 

Deixe uma resposta