Não está na hora do MP e da Justiça mandar auditar as contas das empresas de transporte coletivo?

Diante desse cenário da greve dos motoristas do transporte coletivo por falta do pagamento dos salários, não sei como o Ministério Público do Trabalho ainda não solicitou à Justiça do Trabalho uma auditoria nas contas das duas empresas de transporte coletivo. A queda de braço do executivo, sindicato e empresas é absolutamente infrutífero sem dados concretos sobre as contas das empresas.
O Poder Judiciário pode e deve determinar a realização de uma auditoria independente nas contas das empresas para colocar tudo às claras, ainda mais em tempos de pandemia.

Fabio Theophilo
Ex-presidente do Conselho de Trânsito de Londrina

3 thoughts on “Não está na hora do MP e da Justiça mandar auditar as contas das empresas de transporte coletivo?

  • 12/04/2021, 18:38 em 18:38
    Permalink

    Poderia fazer mesmo com contrato da Sanepar e terceirizadas. Afinal, tudo precisa de medição. Tá tudo certo?

    Resposta
  • 12/04/2021, 23:15 em 23:15
    Permalink

    Eu também acho que precisa fazer uma auditoria, muito estranha essa situação. Os argumentos não se sustentam.
    Somente o grande empresariado pode bancar uma concessão pública desse porte.
    A folha de pagamento dos empregados jamais pode atrasar, jamais. É quebra de contrato de trabalho.

    Resposta
  • 14/04/2021, 09:01 em 09:01
    Permalink

    Tantos dias de greve no serviço é absurdo! Mais empresas estão fechando e mais gente fica desempregada por causa disso. A prefeitura tem poder para assumir o serviço e se apoderar dos equipamentos para manter a atividade com os mesmos funcionarios e pagá-los. Se não o faz é por má vontade já que se as empresas quebrarem essa conta fica para o poder público. Ademais nada mais justo que a prefeitura pagar uma compensação para manter mais onibus rodando para evitar lotações mas como a vida de pobre não é importante…

    Resposta

Deixe uma resposta para Gláucia Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: