“Não mandam nessa nega aqui”, diz deputada sobre cassação de Cunha

Ontem, o Conselho de Ética da Câmara de Deputados aprovou com 11 votos a 9, o parecer a favor da cassação do mandato de Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ele é acusado de quebra de decoro parlamentar ao esconder que tinha contas no exterior – que de acordo com a Procuradoria-Geral da República, tinha dinheiro do Petrolão. O mandato de Cunha poderá acabar se na votação ele receber 257 dos 512. O voto decisivo foi dado pela deputada Tia Eron (PRB-BA), que até pouco tempo era considerada uma das aliadas de Cunha e sofreu bastante pressão. Ontem ela disse que iria resolver o que os homens não conseguiram e disse: “Não mandam nessa nega aqui”.

Deixe uma resposta