Nishimori e Valdir Rossoni nãos mãos da primeira instância

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou à primeira instância do Paraná o processo contra o deputado federal Luiz Nishimori, do Partido da República (PR), pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, e do deputado federal Valdir Rossoni (PSDB), apenas por peculato.

Ambos foram acusados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de empregar funcionários fantasmas quando eram deputados estaduais. Outros inquéritos e uma ação penal, envolvendo o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e os deputados federais Roberto Rodrigues Goes, César Hallum, Carlos Henrique Amorim, Lamarck Gomes e Ricardo Cavalcanti. Ambos negam qualquer desvio de conduta.

3 comentários em “Nishimori e Valdir Rossoni nãos mãos da primeira instância

  • 08/05/2018, 20:06 em 20:06
    Permalink

    O ministro tucano já está cuidando de salvar a pele de outros tucanos, mandando seus processos para as varas de primeira instância onde o judiciário está dominado. Mas não são apenas os dois tucanos paranaenses que perderam o foro privilegiado (Atenção, patetas, neste caso perder o foro privilegiado é um privilégio especialíssimo. E quem pode explicar isso direitinho são os tucanos mineiros.). Outro tucano que já teve um dos seus processos enviados pelo mesmo ministro para a primeira instância é o senador dos retumbantes honestos paneleiros: Aécio Neves. Os patetas demorarão ainda um bom tempo (problemas na conexão dos dois neurônios) para entender que a farra do fim do foro privilegiado de muitos políticos golpistas está apenas começando.

    Resposta
  • 08/05/2018, 20:34 em 20:34
    Permalink

    E o caso da Operação Gafanhoto do cassado Homero Barbosa Neto?
    Vem junto para Londrina?

    Resposta
  • 11/05/2018, 23:08 em 23:08
    Permalink

    O Takayama e de Maringá? Tá super enrrolo também.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: