Noites de insônia

Por Ricardo Boechat

Purgatório dos réus “desprivilegiados” da Lava Jato, o TRF 4 decidiu apreciar, na primeira semana de maio, o recurso do Ministério Público Federal contra a absolvição de Claudia Cruz, mulher de Eduardo Cunha, dos crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Sua assinatura está nas contas na Suíça onde o maridão depositou dinheiro de origem suspeita. A ex-primeira-dama da Câmara dos Deputados está, compreensivelmente, preocupada: nos cinco julgamentos de casos semelhantes ao dela, analisados até hoje pelo tribunal, a absolvição concedida pelo Juiz Sergio Moro foi transformada em condenação.

Lava Jato 2
Aliás…

… por falar na jornalista, pessoas próximas revelam sua disposição em voltar ao batente, profissão que exercia antes de se casar com o ex-deputado. As sondagens feitas no mercado até agora não surtiram nenhum efeito.

Deixe uma resposta