Nota da CMTU sobre o edital do lixo

O edital para a contratação da empresa que coletará o lixo da cidade para este ano apresenta um valor menor de R$ 1,5 milhão em relação ao contrato praticado nos últimos três anos. É uma economia para cada ano. Em comparação ao contrato anterior todo, o atual edital proporciona uma redução de R$ 4,5 milhões. Em relação ao contrato emergencial, realizado no final de 2016, o edital prevê no mínimo uma economia de R$ 2,3 milhão ao ano. 

O edital ainda prevê teto para o pagamento pelo serviço por tonelada coletada de R$ 116,95. O contrato emergencial feito no final de 2016, paga atualmente R$ 134,97.  O contrato praticado de 2014 a 2016 remunerava a empresa em R$ 126,07 a tonelada.

Ao mesmo tempo em que economiza recursos para o município, o edital prevê mais serviços como aumento de caminhões e telemetria, ou seja, a CMTU vai acompanhar em tempo real a coleta do lixo na cidade.

Em relação aos direitos dos trabalhadores, ao contrário do que afirma a nota, o edital segue e respeita a atual Convenção Coletiva dos Trabalhadores, aprovado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza.

Inclusive, o presidente da CMTU, Moacir Sgarioni, já atendeu nesta quarta-feira (15)  o presidente do Sindicato, Manasses Oliveira, e esclareceu esta questão.

 Ressalto que pela primeira vez, de forma transparente, o edital para a contratação da empresa para coleta do lixo foi debatido antes da publicação pela CMTU com a Secretaria Municipal do Ambiente (SEMA), o Observatório de Gestão Pública de Londrina (OGPL), Conselho Municipal da Transparência e Controle Social, Controladoria,  Procuradoria e a Universidade Estadual de Londrina (UEL).

3 comentários em “Nota da CMTU sobre o edital do lixo

  • 16/02/2017, 17:15 em 17:15
    Permalink

    4,5 milhão mais barato?
    1,5 milhão por ano – ou seja – 125 mil por mês (por isso o salário dos coletores ter sido reduzido).
    2,3 milhão mais barato que o emergencial?
    Interessante.

    Resposta
  • 16/02/2017, 18:50 em 18:50
    Permalink

    Será que a empresa que vai ganhar também terá um ex-servidor demitido da licitação por improbidade administrativa, igual a do contrato emergencial?! Será, sera?

    Resposta
  • 17/02/2017, 00:09 em 00:09
    Permalink

    vão dar com os burros nagua, estão tirando do salarios dos coletores mas no fim sobra para cmtu as causas trabalhistas, e por isto que esta empresa vive no vermelho….este diretor de operações veio donde, com a palavra Marcelo Belinati, isto e cria sua…..

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: