Nota de Esclarecimento da prefeitura de Tamarana

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em maio e junho deste ano, foram realizadas duas reuniões com os proprietários das áreas que ficam às margens das quatro estradas mestras da zona rural de Tamarana que serão readequadas – ao todo, serão 60 quilômetros de melhorias. Durante esses encontros, os produtores rurais foram comunicados que, em determinadas situações, a via terá de ser expandida para justamente melhorar as condições de trafegabilidade dos moradores da região.

 Assim, a prefeitura tomará como base a lei municipal 818/2011, do Sistema Viário de Tamarana, para, somente em casos em que será estritamente necessário, usar parcial ou totalmente a área de domínio (25 metros) do poder público sobre a via.

Nas reuniões, os produtores foram orientados a assinar um termo em que concordam com a utilização dessa faixa – fator que, porventura, pode implicar em medidas como a realocação de cercas por parte do proprietário.

Os órgãos que conduziram os encontros (entre eles, Prefeitura de Tamarana, Codapar, Emater, Adapar e Ministério Público Estadual) tomaram essa iniciativa por entender que, pelas dimensões do projeto, ele deve ser informado previamente para a comunidade da zona rural. Jamais houve a intenção de “pressionar” proprietários.

Toda a readequação das vias é bancada pelo Governo do Paraná e pela Prefeitura de Tamarana. O executivo estadual adquiriu maquinário novo e o repassou para o Consórcio Caminhos do Tibagi, entidade intermunicipal da qual o município faz parte. Já a prefeitura irá custear itens como os salários dos profissionais que executarão o serviço e o óleo diesel dos equipamentos.

 Por fim, vale lembrar que as estradas reformadas irão contribuir para os negócios na zona rural de Tamarana, já que facilitarão o escoamento da produção.

2 thoughts on “Nota de Esclarecimento da prefeitura de Tamarana

  • 30/06/2017, 10:48 em 10:48
    Permalink

    Que estranho. Porque Tamarana não aderiu ao Consórcio vantajosíssimo de Astorga proposto pelo deputado da educação privada e que o Belinati 2.0 quer implementar em Londrina? Será que Tamarana tem melhores condições que Londrina para não embarcar nesse furada, ops, “excelente alternativa”?

    Resposta
  • 30/06/2017, 13:37 em 13:37
    Permalink

    O Estado do PR realoca as cercas fora da area de dominio por sua conta se necessario, seguindo a lei.Agora Tamarana, nessa puta crise, alem de nao conseguir manter transitaveis apenas 60 km de estradas, vai deixar isso a cargo dos propietarios rurais; isso se finalizarem o servico, porque o prefeito atual condenado por desvios pode cair sem terminar o mandato e o servico, deixando pro “Abreu” a responsabilidade.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: