Novo aumento da energia, conseguida pela Copel, vai prejudicar toda a cadeia produtiva

O deputado estadual Ratinho Jr, disse que conversou com o diretor executivo da Associação Brasileira de Produtores de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, sobre o aumento da tarifa de energia da Copel. Sempre lembrando que o maior sócio da Copel é o governo do Paraná, hoje administrado por Cida Borghetti.

Segundo ele Santin foi enfático. Disse que esse aumento vem em péssima hora para o agronegócio. A energia é o insumo básico para praticamente toda cadeia do setor produtivo e o aumento vai impactar no aumento dos custos e no produto final. Ele explicou que no caso dos frigoríficos o problema é ainda maior. Os frigoríficos de médio porte gastam entre R$ 600 mil a R$ 800 mil por mês com energia. Imagine que 17,55% pode representar algo em torno de R$ 150 mil a mais na planilha de custos.

Um comentário em “Novo aumento da energia, conseguida pela Copel, vai prejudicar toda a cadeia produtiva

  • 21/06/2018, 14:48 em 14:48
    Permalink

    com inflação ~oficial~ em 2017 de 3%, salários sendo reajustados em 2%, queria saber como conseguiram 17%…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: