O que levou o auditor delator a mudar de ideia?

Até há poucos dias o delator da Operação Publicano, o ex-auditor fiscal Luiz Antonio de Souza, reclamava ao juiz Juliano Nanuncio que nem tudo o que estava escrito no processo teria sido dito por ele. Por isso, exigia que as gravações em video e audio dos depoimentos fossem apresentados para que ele e seu advogado pudessem comparar e comprovar que havia divergências. Chegou a dizer ao juiz que “os investigadores o gravavam indo a padaria, gravavam saindo da padaria, gravavam telefonemas de todo mundo em vários momentos de sua vida”, e questionava porque os depoimentos gravados não podiam ser apresentados pelo MP para a comparação. Reclamou em depoimento, gravado e degravado, que alguns nomes haviam sido “aliviados” na acusação.

Souza teve a delação anulada devido a uma denuncia de que continuava tentando extorquir empresários para não citar o nome deles.

Depois de meses renegociando com a Justiça, ontem foi homologada novamente a delação. Para isso, óbvio, ele se comprometeu a reafirmar tudo o que estava escrito. Mas se havia discordância em relação ao texto e ao que foi dito, o que o levou a mudar de ideia?

Ocorre que há um cheiro estranho no ar. Alguns empresários reclamam que além de terem sido extorquidos estão recebendo a mão pesada da Justiça, enquanto outros personagens influentes, recebem o beneplácito do sistema.

 

3 comentários em “O que levou o auditor delator a mudar de ideia?

  • 02/03/2017, 12:44 em 12:44
    Permalink

    – Bota cheiro estranho no ar! – Ministério Público e Judiciário parcial! – até quando irá isto? – Hoje quem manda na publicano é o delator e seu advogado. São eles quem colocam e tiram pessoas das ações penais. Ministério Público e Judiciário, DE CALÇAS ARRIADAS FACE ÀS ENORMES NULIDADES EXISTENTES NOS AUTOS DA PUBLICANO. QUEM VIVER VERÁ (em instâncias superiores – STJ/STF), por que, nosso Tribunal de Justiça, a menos que se prove ao contrário encontra-se alinhado com todas estas nulidades.

    Resposta
  • 02/03/2017, 17:18 em 17:18
    Permalink

    Quando a coisa chega perto do Governador o pau canta para o lado de quem está delatando,acho que no Brasil tem uma casta que pode roubar a vontade,

    Resposta
  • 02/03/2017, 18:54 em 18:54
    Permalink

    Só o mp e o gaeco confirmar nesse sujeito. O cara não inspira confiança ele é o tal advogado maior 171 . O cara meteu a mão no jarro e quer põe todo mundo no seus rolos. Verdadeira história da carochinha. ..

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: